Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5487
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A Feira no Centro Histórico do Penedo: um cotidiano urbano
metadata.dc.creator: Moraes, Ariana Salete de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferrare, Josemary Omena Passos
metadata.dc.contributor.referee1: Couto, Maria Emília de Gusmão
metadata.dc.contributor.referee2: Faria, Geraldo Majela Gaudêncio
metadata.dc.contributor.referee3: Silva, Odete Dourado
metadata.dc.description.resumo: Os aspectos que permeiam a apropriação da Feira Livre estabelecida no Centro Histórico do Penedo em Alagoas revalidam um modo de expressão consolidado pela historicidade da feira no lugar, com registros que remontam suas primeiras manifestações ao início do século XIX. Nesta época, a cidade se firmava como entreposto comercial que perdurou até meados de 1980, impregnando a ambiência da feira, como um traço da identidade cultural local até os dias atuais. Colocam-se em foco os fatores degradativos ou não que regem a convivência entre a imaterialidade da feira e a materialidade do acervo patrimonial edificado, ao se querer averiguar se existe uma relação intrínseca entre ambos. Para tal, fez-se necessário apreender de seus principais agentes, os feirantes, sua Corporeidade – “um estado de corpo” – como um vetor fenomenológico para a atividade perceptiva com o qual poderia ser traduzido o seu modo de apropriação, sua percepção sobre o meio. Por meio do resultado da Corpografia, aferimos o alcance de sua apropriação e pertencimento ao associar a errância urbana na experimentação da sua ambiência. Focaliza-se a práxis do cotidiano conturbado e ordenado na desordem comparado a um sistema vivo auto-organizável e mutável se deparando com o movimento da cidade-cenário, cidade-espetáculo. Uma apreensão realizada por dentro, além do visível, que possa auxiliar no rompimento da postura patrimonial vigente, a qual, por vezes, parece entender patrimônios material e imaterial de modo dissociado.
Abstract: The aspects that penetrate the appropriation of the established Feira Livre in the Historical Center of Penedo in Alagoas, revalidate a way of expression that is consolidated for the historicity of that kind of market in this place, registering its first manifestations in the beginning of the XIX century. About that time, the city was established as commercial center until 1980, impregnating the atmosphere of the market, as a trace of the local cultural identity until the current days. The degradative factors or not that conduct the familiarity between the immateriality of the market and the materiality of the patrimonies builders are placed in focus, inquiring an intrinsic relation between both of them. For such, became necessary to apprehend of its main agents, the stallholders, their Corporeity – “a state of body” – as a phenomenological vector for the percipient activity with which its way of appropriation could be translated, its perception in the environment. Through the result of the Bodygraphy, we survey the reach of its appropriation and belonging, when associating the urban errancy in the experimentation of its atmosphere. It takes places the daily practices of the disturbed and commanded in the clutter, compared with an auto-organized and changeable as an alive system is focused against the movement of the city-scene, city-spectacle. An apprehension carried through on the inside, beyond the visible one, that it can assist in the disruption of the effective patrimonial position, which sometimes seems to understand material and immaterial patrimonies as dissociate way.
Keywords: Feiras Livres – Penedo (AL)
Patrimônio cultural – Penedo(AL)
Identidade cultural
Espaços públicos urbanos
Feira Livre of Penedo (AL)
Cultural heritage - Penedo (AL)
Urban public spaces
Cultural Identity
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Citation: MORAES, Ariana Salete de. A Feira no Centro Histórico do Penedo: um cotidiano urbano. 2019. 164 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo: Dinâmicas do Espaço Habitado) – Faculdade de Arquitetura, Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5487
Issue Date: 19-Jul-2013
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FAU

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A Feira no Centro Histórico do Penedo Um cotidiano urbano.pdfA Feira no Centro Histórico do Penedo: um cotidiano urbano3.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.