Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/4333
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Gerenciamento de conflitos organizacionais na Universidade Federal de Alagoas: uma análise dos estilos de gestão de conflitos na perspectiva do corpo técnico-administrativo
Other Titles: Management of organizational conflicts at the Federal University of Alagoas: an analysis of conflict management styles from the perspective of the technical-administrative staff.
metadata.dc.creator: Feitosa, Lívia Vanessa dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Finger, Andrew Beheregarai
metadata.dc.contributor.referee1: Barbosa, Milka Alves Correia
metadata.dc.contributor.referee2: Bolzan, Larissa Medianeira
metadata.dc.description.resumo: Conflitos constituem tema que ocupa boa parte das preocupações de gestores e estudiosos dos fenômenos organizacionais devido às consequências que podem afetar trabalhadores e resultados organizacionais. A atual política de gestão pública busca a excelência na prestação de serviços públicos prestados ao cidadão. Representa um sistema de gestão que visa aumentar a eficiência, a eficácia e a efetividade das ações executadas. Nesse contexto, as organizações necessitam de transformações quanto à administração das situações de conflito, pois o ambiente organizacional, a participação e a motivação para o exercício das atividades serão influenciados pela forma como os indivíduos lidarão com esse fenômeno, se positiva ou negativamente. A problemática da gestão de conflitos tem sido objeto de muitos estudos recentes, contudo, no âmbito da Administração Pública brasileira, há certa carência de investigações sobre como são geridos os conflitos nas relações interpessoais entre os servidores públicos no espaço universitário. Portanto, este estudo procurou contribuir para uma melhor compreensão da dinâmica estabelecida entre os estilos de gerenciamento de conflitos e algumas variáveis sociodemográficas e funcionais utilizando como amostra de 290 indivíduos, parte da população de servidores técnico-administrativos de uma IFES, a fim de se investigar quais os estilos de gerenciamento adotados por esses servidores frente a uma situação de conflitos entre seus pares, sendo este o objetivo geral da pesquisa. A pesquisa caracterizou-se como descritiva e utilizou o método qualitativo, por meio da aplicação do instrumento de coleta de dados Rahim Organizational Conflict Inventory (ROCI-II). O questionário foi distribuído pessoalmente em visita aos setores da instituição. Ao final, foram validados 290 questionários. Os dados foram submetidos a técnicas de análise descritiva e correlação bivariada, por meio do Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Os dados da pesquisa mostram que um estilo não deve ser considerado melhor ou pior em detrimento dos demais, visto as limitações e vantagens de cada um, estando sujeitos às restrições de cada situação de conflito. Demonstrou-se que os servidores técnico-administrativos da UFAL tendem a não utilizar apenas um estilo de gerenciamento de conflito. Observou-se que a comunicação deficiente é a principal causa de conflito no ambiente administrativo universitário e que o conflito do tipo relacionamento é o mais presente. Verificou-se que quatro estilos propostos neste estudo foram detectados entre os servidores e que os mesmos, sem considerar as variáveis sociodemográficas e funcionais, se utilizam mais do estilo Integração, o que demonstra que a instituição possui ter uma cultura que apoia experimentação, tomada de risco, abertura para pontos de vista diversos, questionamento contínuo e compartilhamento de informações e conhecimentos.
Abstract: Conflicts are a theme that occupies a large part of the concerns of managers and scholars of organizational phenomena due to the consequences that can affect workers and organizational results. The current public management policy seeks excellence in the provision of public services provided to citizens. It represents a management system that aims to increase the efficiency, effectiveness and effectiveness of the actions performed. In this context, organizations need transformations in the management of conflict situations, because the organizational environment, participation and motivation for the exercise of activities will be influenced by how individuals will deal with this phenomenon, whether positively or negatively. The problem of conflict management has been the subject of many recent studies, however, within the scope of the Brazilian Public Administration, there is a certain lack of research on how conflicts are managed in the interpersonal relations between public servants in the university space. Therefore, this study sought to contribute to a better understanding of the dynamics established between conflict management styles and some sociodemographic and functional variables using a sample of 290 individuals, part of the population of technical-administrative servers of an IFES, in order to investigate the management styles adopted by these servers in the face of a situation of conflicts between their peers, being this the general objective of the research. The research was characterized as descriptive and used the qualitative method, through the application of the data collection instrument Rahim Organizational Conflict Inventory (ROCI-II). The questionnaire was distributed in person during a visit to the sectors of the institution. At the end, 290 questionnaires were validated. The data were submitted to descriptive analysis and bivariate correlation techniques, through the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). The research data show that one style should not be considered better or worse to the detriment of others, given the limitations and advantages of each one, being subject to the constraints of each conflict situation. And their data shows that UFAL's technical-administrative servers tend not to use only one style of conflict management. It was observed that poor communication is the main cause of conflict in the university administrative environment and that relationship conflict is the most present. It was verified that four styles proposed in this study were detected among the servers and that, without considering the sociodemographic and functional variables, they are used more of the Integration style, which demonstrates that the institution possesses a culture that supports experimentation, risk, openness to diverse points of view, continuous questioning and sharing of information and knowledge.
Keywords: Administração Pública - Brasil
Gestão de conflitos – Estilos
Ambiente organizacional - Universidade Federal de Alagoas
Servidores públicos - Brasil
IFES
Public Administration - Brazil
Conflict Management - Styles
Organizational environment
Public servants - Brazil
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO PUBLICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Mestrado Profissional em Administração Pública em Rede Nacional
Citation: FEITOSA, Lívia Vanessa dos Santos. Gerenciamento de conflitos organizacionais na Universidade Federal de Alagoas: uma análise dos estilos de gestão de conflitos na perspectiva do corpo técnico-administrativo. 2018. 100 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós Graduação em Administração Pública, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/4333
Issue Date: 17-Dec-2018
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FEAC



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.