Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/2124
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estresse como preditor da Síndrome de Burnout em bancários
Other Titles: Stress as a predictor of Burnout Syndrome in bankers
metadata.dc.creator: Cerqueira, Carolina Lopes César de
metadata.dc.contributor.advisor1: Coelho, Jorge Artur Peçanha de Miranda
metadata.dc.contributor.referee1: Correia, Divanise Suruagy
metadata.dc.contributor.referee2: Póvoa, Raner Miguel Ferreira
metadata.dc.description.resumo: Estudo transversal com o objetivo de avaliar o estresse no trabalho e a sua associação com a síndrome de burnout. Contou-se com a participação de 217 trabalhadores bancários, com idade variando de 19 até 59 anos (Média = 38,4; DP = 10,4), sendo 55,8% mulheres, de agências públicas e privadas de 38 cidades em 14 estados brasileiros. Os participantes responderam, por meio de um questionário eletrônico, aos seguintes instrumentos: (1) Inventário de Burnout de Maslach (MBI); (2) Escala de Estresse no Trabalho (EET); (3) Questionário Sociodemográfico. Para atender ao objetivo proposto, foram utilizadas estatísticas descritivas de parametrização simples (p.ex., média, desvio padrão), teste Qui- Quadrado, correlação r de Pearson e Regressão Linear Múltipla. Os resultados encontrados mostram que os constructos avaliados devem ser criteriosamente e continuamente estudados, em função dos medianos e altos níveis de exposição ao estresse ocupacional e o consequente esgotamento, denotando indícios de que fatores específicos da profissão bancária podem se tornar responsáveis por transtornos mentais entre os trabalhadores.
Abstract: This cross-sectional study aimed to evaluate the job stress and its association with burnout syndrome. We counted with the participation of 217 banking employees, ranging in age from 19 to 59 years (mean = 38.4; SD = 10.4), 55.8% women, of public and private agencies from 38 cities in 14 Brazilian states.Participants answered by an electronic questionnaire the following instruments: (1) Maslach Burnout Inventory (MBI); (2) Job Stress Scale (JSS); (3) Sociodemographic Questionnaire.To attain the goal, we used descriptive statistics (e.g., mean, standard deviation), chi-square test, r Pearson correlation and Multiple Linear Regression.The results show that the constructs evaluated should be studied carefully and continuously, due to the median and high levels of exposure to occupational stress and the consequent burnout, showing indications that specific factors of the banking sector can become responsible for mental disorders among workers
Keywords: Burnout (Psicologia)
Estresse ocupacional
Trabalho
Bancários
Saúde do trabalhador
Burnout (Psychology)
Occupational stress
Work
Banking sector
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: CERQUEIRA, Carolina Lopes César de. Estresse como preditor da Síndrome de Burnout em bancários. 2016. 45 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/2124
Issue Date: 25-Aug-2016
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estresse como preditor da Síndrome de Burnout em bancários.pdf729,11 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.