00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) CEDU - CENTRO DE EDUCAÇÃO TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) - GRADUAÇÃO - CEDU Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - PEDAGOGIA - CEDU
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/7721
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Gamificação na educação especial: jogos digitais e não digitais no ensino-aprendizagem de estudantes autistas
Título(s) alternativo(s): Gamification in special education: digital and no-digital games in teacming-learning of autistic students
Autor(es): Santos, Mirella Cristina Silva dos
Lima, Rita de Cássia de Oliveira
Primeiro Orientador: Santos, Nádson Araújo dos
metadata.dc.contributor.referee1: Cavalcante, Maria Auxiliadora da Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Adriana Cavalcanti dos
Resumo: Este artigo teve por objetivo investigar se a escola tem utilizado (ou não) a gamificação no ensino-aprendizagem de alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) pelo que reverberaram professores dos anos iniciais de uma escola pública municipal da cidade de Maceió - AL. A metodologia da pesquisa caracterizou-se por um estudo exploratório (SAMPIERI; COLLADO; LUCIO, 2013), com abordagem qualitativa (WELLER; PFAFF, 2013). Para a discussão teórica, apoiamo-nos em estudos de Alves, Minho e Diniz, (2014), Laurenti et al (2009), Pimentel (2017), Tolomei (2017) entre outros. Os resultados apontam que os professores reconhecem a gamificação como um recurso potencial para o trabalho com estudantes autistas. Para os docentes, os jogos digitais contribuem de maneira significativa no ensino-aprendizagem dos sujeitos com TEA. No entanto, a pesquisa revelou, pelo que reverberaram os professores, a falta de apoio nas atividades realizadas com os alunos especiais e a não oferta de formação continuada nas áreas de tecnologias digitais e gamificação, o que segundo os professores, contribuem para que eles não utilizem os jogos digitais em suas práxis. Bem como, apontam que problemas de estrutura física e a carência de profissional especializado para atendimento aos especiais, dificulta a utilização de metodologias que contemplem a gamificação e os jogos digitais na escola.
Abstract: TCC ARTIGO
Palavras-chave: Educação Especial
Autismo
Gamificação
Jogos digitais
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO ESPECIAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.department: Curso de Pedagogia
Citação: SANTOS, Mirella Cristina Silva dos, LIMA, Rita De Cássia de Oliveira. Gamificação na educação especial: jogos digitais e não digitais no ensino-aprendizagem de estudantes autistas. 2020. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura Plena em Pedagogia) - Centro de Educação, Curso de Pedagogia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2021.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7721
Data do documento: 22-jul-2020
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - PEDAGOGIA - CEDU



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.