00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) ICBS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICBS
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/3618
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos neuroprotetor da lectina exógena galectina-1 no Status Epilepticus
Título(s) alternativo(s): Neuroprotective effect of exogenous lectin galectin-1 in Status Epilepticus
Autor(es): Costa, Maisa de Araújo
Primeiro Orientador: Castro, Olagide Wagner de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Silva, Adriana Ximenes da
metadata.dc.contributor.referee1: Duzzioni, Marcelo
metadata.dc.contributor.referee2: Pinto, Raphael de Souza
metadata.dc.contributor.referee3: Guimarães, Priscila da Silva
Resumo: A microinjeção de pilocarpina intra-hipocampal (H-PILO) induz Status Epilepticus (SE) que pode levar a convulsões recorrentes espontâneas (SRS) e neurodegeneração em roedores. Estudos utilizando modelos animais têm demonstrado conhecimento de como as lectinas medeiam uma variedade de atividades biológicas com benefícios neuronais, especialmente a galectina-1 (Gal-1) que foi identificada como um composto neuroprotetor eficaz. Aqui, administramos galectina-1 (Gal-1) em ratos Wistar e avaliamos a gravidade do SE, incidência de CRE e padrões neurodegenerativos na região do hipocampo. Observamos redução na inflamação e neurodegeneração 24 horas e 15 dias após SE. No entanto, houve um aumento na neurodegeneração após 30 dias de SE. No geral, nossos dados sugerem que o Gal-1 tem efeito neuroprotetor no estágio inicial da epileptogênese e fornece novos conhecimentos sobre o papel das lectinas exógenas na epilepsia do lobo temporal.
Abstract: Intrahippocampal pilocarpine microinjection (H-PILO) induces Status Epilepticus (SE) that can lead to spontaneous recurrent seizures (SRS) and neurodegeneration in rodents. Studies using animal models have advanced knowledge of how lectins mediate a variety of biological activities with neuronal benefits, especially galectin-1 (Gal-1) that has been tentatively identified as an effective neuroprotective compound. Here, we administrated galectin-1 (Gal- 1) to Wistar rats and evaluated the severity of the SE, incidence of SRS and neurodegenerative patterns in the hippocampal region. We observed a reduction in inflammation and neurodegeneration 24 hours and 15 days after SE. However, there was na increase in neurodegeneration after 30 days of SE. Overall, our data suggest that the Gal-1 has neuroprotective effects in the early stage of epileptogenesis and provides new insights into the roles of exogenous lectins in temporal lobe epilepsy.
Palavras-chave: Eplepcia
Galectin-1
Status Eplepticus
Epilepsy
Status Epilepticus
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: COSTA, Maisa de Araujo. Efeitos neuroprotetor da lectina exógena galectina-1 no Status Epilepticus. 2018. 40 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3618
Data do documento: 6-mar-2018
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICBS

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Efeitos neuroprotetor da lectina exógena galectina-1 no Status Epilepticus.pdf
  Until 2024-03-28
1.81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.