00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) IC - INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) - GRADUAÇÃO - IC Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO- IC
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/8155
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Acessibilidade de portais web para pessoas com deficiência visual: o caso do Portal de Arquitetura Alagoana
Título(s) alternativo(s): Accessibility of web portals for people with visual impairments: the case of Portal de Arquitetura Alagoana
Autor(es): Cavalcanti, Juliana de Carvalho
Primeiro Orientador: Silva, Fábio José Coutinho da
Segundo Orientador: Santos, Floripes Teixeira
metadata.dc.contributor.referee1: Lopes, Roberta Vilhena Vieira
metadata.dc.contributor.referee2: Brito, Patrick Henrique da Silva
Resumo: Quase tudo que fazemos diariamente depende da nossa visão, do contato visual com uma pessoa ou objeto. De acordo com Kim et al. (2016), estima-se que no mundo inteiro mais de 285 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência visual e, dentre elas, 39 milhões são cegas. Pesquisas como a realizada pela instituição Movimento Web para Todos–MWPT em parceria com a BigData Corp (CORP. (2019)) evidenciam o problema da falta de acessibilidade em sites brasileiros. O estudo desenvolvido avaliou o nível de acessibilidade de cerca de 14 milhões de sites brasileiros ativos, apontando que 99% dos sites estudados apresentaram erros nas verificações realizadas. Um outro estudo, desenvolvido por Acosta-Vargas et al. (2016), analisou a acessibilidade do conteúdo dos websites das 20 melhores universidades do mundo e constatou que a maioria deles não está em conformidade com os padrões de acessibilidade. Diante dessa necessidade, este trabalho tem como objetivo analisar o website chamado Portal de Arquitetura Alagoana e apontar quais as principais lacunas existentes que impedem a experiência completa por parte do público alvo deste trabalho, para que então seja possível refatorá-lo de forma que ele fique acessível para este público. O Portal de Arquitetura Alagoana é um projeto com objetivo de fornecer uma educação patrimonial com interesse histórico. Sendo assim, para a solução do problema foi feito um estudo de recursos e ferramentas disponíveis para pessoas cegas; pesquisas e entrevistas com usuários cegos visando coletar dados sobre suas necessidades e experiências no uso de sites e aplicativos; um estudo das diretrizes de acessibilidade WCAG 2.1 do consórcioW3C, identificando quais são destinadas à acessibilidade das pessoas cegas; utilização de um verificador de acessibilidade automático para testar as páginas do portal; especificação e implementação de requisitos para melhorar a acessibilidade do mesmo. Em seguida, foi utilizado o verificador novamente depois de realizar as devidas mudanças e, por último, foi realizado um teste de usabilidade com usuários cegos para aferir o nível de acessibilidade do portal. Antes de implementar os requisitos especificados, a média das notas emitidas pelo verificador nas páginas do portal foi 7,67. Depois de aplicar as correções necessárias e fazendo uma segunda avaliação como mesmo verificador, a média de notas apresentadas foi 9,97. Já com relação ao teste de usabilidade aplicado, verificou-se que pelo menos 60% dos usuários acharam as tarefas neutras, fáceis ou muito fáceis de serem realizadas, chegando até em 90% em determinadas tarefas. De modo geral, o resultado obtido foi satisfatório, visto que o feedback recebido refletiu que a implementação dos requisitos especificados contribuiu para elevar o nível de acessibilidade do Portal de Arquitetura Alagoana.
Abstract: Almost everything we do daily depends on our vision, on eye contact with a person or object. According to Kim et al. (2016), it is estimated that more than 285 million people worldwide have some type of visual impairment and, among them, 39 million are blind. Researches such as that carried out by the Movimento Web para Todos institution – MWPT, in partnership with BigData Corp, (CORP. (2019)) highlight the problem of the lack of accessibility on Brazilian websites. The developed study evaluated the accessibility level of about 14 million active Brazilian sites, pointing out that 99% of the studied sites had errors in their evaluation. Another study, developed by Acosta-Vargas et al. (2016), analyzed the accessibility of the contents concerning the websites of 20 universities from all around the world and found that most of them do not comply with accessibility standards. Given this need, this work aims to analyze the website called Portal de Arquitetura Alagoana and point out the main existing gaps that prevent the complete experience on the part of this work’s target audience, so that it’s possible to refactor it andmade it accessible to this audience. The Portal de Arquitetura Alagoana is a project with the objective of providing patrimonial education with historical interest. Thus, to solve the problem, a study of resources and tools available to blind people was made; surveys and interviews with blind users in order to collect data about their needs and experiences in the use of websites and applications; a study of the W3C consortium’s accessibility guidelines, identifying which ones are intended for the accessibility of blind people; use of an automatic accessibility checker to test the portal pages; specification and implementation of requirements to improve accessibility. Then, the verifier was used again after making the necessary changes and, lastly, a usability test was carried out with blind users to measure the accessibility level of the portal. Before implementing the specified requirements, the average of the scores issued by the verifier on the portal pages was 7.67. After applying the necessary corrections and making a second assessment with the same verifier, the average of the scores presented was 9.97. Regarding the usability test applied, it was found that at least 60% of users found the tasks neutral, easy or very easy to be performed, reaching up to 90% in certain tasks. In general, the result obtained was satisfactory, since the feedback received reflected that the implementation of the specified requirements contributed to raising the level of accessibility of the Portal de Arquitetura Alagoana.
Palavras-chave: Portal de Arquitetura Alagoana
Tecnologia assistiva
Acessibilidade para cegos
Assistive technology,
Accessibility for blind people
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::CIENCIA DA COMPUTACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.department: Curso de Ciências da Computação
Citação: CAVALCANTI, Juliana de Carvalho. Acessibilidade de portais web para pessoas com deficiência visual: o caso do Portal de Arquitetura Alagoana. 2021. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciência da Computação) – Instituto de Computação, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2020.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/8155
Data do documento: 18-ago-2020
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO- IC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Acessibilidade de portais web para pessoas com deficiência visual: o caso do Portal de Arquitetura Alagoana.pdf19.8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.