Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7250
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O saber-existência das mulheres rurais: histórias de vida a partir dos feminismos subalternos e decoloniais
Other Titles: The knowledge of rural women: life stories from subaltern and decolonial feminisms
metadata.dc.creator: Ribeiro, Julyanna de Melo
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Érika Cecília Soares
metadata.dc.contributor.referee1: Leite, Jáder Ferreira
metadata.dc.contributor.referee2: Fernandes, Saulo Luders
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa parte da escrita da história de vida de uma mulher rural, compreendida a partir das teorias decoloniais e dos feminismos subalternos, através das narrativas dos seus modos de vida, dos movimentos de resistência e de subalternização. Compreendemos o rural como lugar de subjetivação, produção singular de modos de vida, espaço de fragilidades e potencialidades nas relações entre essas mulheres e seu território. Mulheres que são donas dos saberes dos seus territórios representam sementes de resistência na terra-mãe, apresentam histórias de luta por seus direitos a partir de movimentos sociais e participações em associações e cooperativas rurais. Cada uma movimenta-se a partir das singularidades dos seus lugares rurais, que são heterogêneos. Junto a isso, compreendemos as consequências da atuação da psicologia inserida nas políticas públicas, visto que temos uma teoria e prática embasadas nos modelos urbanos de vida e subjetividade e que não dão conta das especificidades dos territórios rurais, na interlocução com temáticas de gênero, ruralidades, geração e região. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa por permitir que a pesquisadora possa se colocar a partir de seu lugar de fala, que também é subalterno por se tratar de uma mulher, jovem, rural. Para tanto, gravações dos encontros além da produção de diários de campo foram as forma de registro. Os dados produzidos nos encontros com a interlocutora foram analisados buscando compreender os modos de existências construídos pelas mulheres rurais a partir das suas existências subalternas e marginais, e as brechas construídas por elas nas relações cotidianas dos seus territórios. Foram produzidas três categorias para trazer a análise dos encontros: 1) O caminho até a Escola: o histórico escolar da interlocutora e todas as interferências nesse processo de escolarização, que são singulares, mas que podem falar sobre o acesso marginalizado da educação no campo; 2) A roça, o capril e os coletivos: traz as discussões a respeito da intimidade que a interlocutora tem com a roça e com o trabalho desde muito nova, sua inserção nas associações e a construção de sua identidade coletiva a partir delas; e 3) Ser mulher rural: é espaço para discussão das interfaces construídas sobre quem somos enquanto mulheres rurais, a partir das relações familiares, de trabalho, sociais e com a igreja.
Abstract: The current research is started from the life story of a rural woman, which can be comprehended on the basis of the decolonial theories and of subaltern feminisms, through the narratives concerning her ways of life, the resistance movements and subalternation. The rural environment is perceived as a place of subjectivity, creation of unique lifestyles, an area of weaknesses and potential towards the relationships between these women and their territory. Women who own the knowledge of their land, represent the seeds of resistance in Mother Earth, present stories of fighting for their rights based on social movements and involvement in rural cooperatives and associations, each one moves according to the singularities of their rural zones, which are diverse. In addition, we comprehend the consequences of the acting of psychology inserted in the public policies, since we hold the theory and practice based on urban models of life and subjectivity, which aren’t able to handle the aspects of the rural environment toward the interlocution with genre, ruralities, generation and regional themes. The methodology adopted is the qualitative research for it allows the researcher to put herself on her position of speaker, wich is also subaltern for the reason that she is a young and rural woman as well. Therefore, recordings of the meetings plus the production of field diaries were the registration means. The data produced during the sessions with the interlocutor were analyzed seeking to comprehend the ways of life built by rural women from their subaltern and marginal existence, and the possibilities created by them on the everyday relationships in their territories. Three categories were produced to bring the analyzis of these sessions: 1) The journey to School: the interlocutor’s report card and all the interferences in the schooling process, which are unique, but which may speak about the precarious access to school in the rural areas; 2) The farm, the goat farming and the collectives: it brings the discussions concerning the familiarity the interlocutor has with the farm and with work since her youth, her insertion in the associations and the development of her collective identity from them; 3) Being a rural woman: it’s a space to discuss the interfaces estabilished about who we are as rural women, from the family, work, social and church relationships.
Keywords: Feminismo subalterno
Marcadores sociais da diferença
Psicologia social
Camponeses - Mulheres - Psicologia
Ruralidades
Psicologia rural
Subaltern feminisms
Ruralities
Social markers of difference
Social psychology
Rural psychology
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: RIBEIRO, Julyanna de Melo. O saber-existência das mulheres rurais: histórias de vida a partir dos feminismos subalternos e decoloniais. 2020. 141 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2020.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7250
Issue Date: 17-Aug-2020
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.