Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7215
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Quando não há acontecimento: a defesa contra os efeitos do real
Other Titles: When there is no event: the defense against the effects of the real
metadata.dc.creator: Barboza, Edcarla Melissa de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Andrade, Cleyton Sidney de
metadata.dc.contributor.referee1: Tiburi, Marcia Angelita
metadata.dc.contributor.referee2: Rocha, Guilherme Massara
metadata.dc.contributor.referee3: Zanotti, Susane Vasconcelos
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa investiga a ausência do acontecimento e sua relação com a defesa contra o real sem lei. Partimos de uma problemática evidenciada na clínica, que reverbera na esfera política, acerca de determinadas situações que, embora demonstrem potência transformadora de uma dada realidade, ou seja, demonstrem a possibilidade de inscrever um acontecimento, acabam resultando em seu efeito oposto. Trata-se de uma pesquisa teórica em psicanálise, que estabelece um diálogo com o campo da filosofia e da política. Considerando que quando não há acontecimento, não há possibilidade de emergência do real, pois este acontece enquanto efeito de um acontecimento, propomos investigar possíveis mecanismos que impeçam a emergência do real. Abordamos a passagem da paixão pelo real vivida no século XX à morte dessa paixão, que se desenha no modo niilista como se passou a encarar a vida. Tal configuração é expressa na forma como se configura a razão neoliberal, marcada pelo imperativo do Um identitário e por dispositivos de defesa contra tudo que é da ordem do indeterminado, e, portanto, do real. Dessa forma, de Pascal a Lacan, discutimos a posição de resistência que o homem assume diante da indeterminação que o constitui, criando estratégias diversas que impedem a inscrição de um acontecimento. A fim de compreender o conceito de acontecimento, realizamos uma investigação a partir da teoria de Alain Badiou, abordando o caráter de indeterminação próprio ao acontecimento e a produção de processos de verdade, sujeito e novidade que dele resultam. Identificamos que a ausência do acontecimento não se limita à racionalidade neoliberal, tampouco aos efeitos que a paixão pelo real causou. Discutimos isso através da análise de conjuntura que faz Marx do império de Luís Bonaparte e a restauração da monarquia em plena insurgência proletária francesa. A análise de Marx permitiu pensar que os elementos favoráveis à restauração da monarquia, fracasso da revolução proletária, e, portanto, da ausência de acontecimento, não se resumem à uma imposição de poder. Nesse ponto, recorremos à Freud, a fim de considerar que processos libidinais inconscientes coletivos e individuais favorecem a adesão a regimes totalitários e, com isso, impedem a produção do acontecimento e do real que dele pode emergir.
Abstract: The current research investigates the absence of the event and its relationship with the defense against the lawless real. We start from a problem evidenced in the clinic experience, which reverberates in the political sphere, about certain situations that, although demonstrating transformative power of a given reality, that is, demonstrate the possibility of registering an event, end up resulting in its opposite effect. It is a theoretical research in psychoanalysis, which establishes a dialogue with the field of philosophy and politics. Considering that when there is no event, there is no possibility of the emergence of the real, because this happens as an effect of an event, we propose to investigate possible mechanisms that prevent the emergence of the real. We approach the transition from the passion for real, experienced in the 20th century to the death of that passion, which is outlined in the nihilistic way in which life has come to be viewed. This configuration is expressed in the way neoliberal reason is configured, marked by the imperative of the One and by defense devices against everything that is of the order of the undetermined, and, therefore, of the real. Thus, from Pascal to Lacan, we discuss the position of resistance that man assumes in the face of the indeterminacy that constitutes him, creating different strategies that prevent the realization of an event. In order to understand the concept of event, we conducted an investigation based on the theory of Alain Badiou, addressing the character of indeterminacy proper to the event and the production of processes of truth, subject and novelty that result from it. We identified that the absence of the event is not limited to neoliberal rationality, nor to the effects that the passion for the real had. We discussed this through the analysis of the current situation that Marx makes of Louis Bonaparte’s empire and the restoration of the monarchy in the midst of French proletarian insurgency. Marx’s analysis allowed us to think that the elements favorable to the monarchy, the failure of the proletarian revolution, and, therefore, the absence of events, are not limited to na imposition of power. At this point, we turn to Freud, in order to consider that collective and individual unconscious libidinal processes favor adherence to totalitarian regimes and, thus, prevent the production of the event and the real that may emerge from it.
Keywords: Acontecimento
Psicanálise
Abordagem do real
Psychoanalysis
Even
Real
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: BARBOZA, Edcarla Melissa de Oliveira. Quando não há acontecimento: a defesa contra os efeitos do real. 2020. 107 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2020.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7215
Issue Date: 16-Mar-2020
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Quando não há acontecimento: a defesa contra os efeitos do real.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.