Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7206
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: A Gênese da “Questão Social” na Sociedade Capitalista
metadata.dc.creator: Belo, Jéssila dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Raposo, Clarissa Tenório Maranhão
metadata.dc.contributor.referee1: Lins, Maria Alcina Terto
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Edlene Pimentel
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo recupera o significado histórico-social da “questão social” inerente ao desenvolvimento do modo de produção capitalista. Objetiva demonstrar que a contradição entre capital/ trabalho e a exploração constituem os fundamentos à apreensão da gênese da “questão social” e que seu fundamento teórico está contido na Lei Geral de Acumulação Capitalista. Aborda o fenômeno do pauperismo como consequência da industrialização da Inglaterra no século XIX. Ressalta que a pauperização dos operários e sua luta por melhores condições de vida e trabalho, expressam a problemática que passa a ser denominada de “questão social”. Evidencia que na fase concorrencial do capitalismo o Estado Liberal não intervém diretamente sobre as expressões da “questão social”, que na maioria das vezes era tratada como caso de polícia e/ou ficava relegada a filantropia. Conclui que a “questão social” é produzida e reproduzida continuamente pelo desenvolvimento capitalista e sua supressão demanda a destruição da sociedade comandada pelo capital.
Abstract: El estúdio presente recupera el significado histórico-social de la “cuestión social” inherente AL desarrollo Del modo de producción capitalista. Su objetivo es demostrar que la contradicción entre capital/trabajo y explotación constituyen los fundamentos para aprehender la génesis de la “cuestión social” y que su fundamento teórico está contenido em la Ley General de Acumulación Capitalista. Aborda el fenômeno Del pauperismo, como consecuencia de la industrialización de Inglaterra em el siglo XIX. Él enfatiza que o empobrecimiento de los trabajadores y su lucha por mejores condiciones de vida y trabajo expresan el problema que ahora se llama la “custión social”. Muestra que em la etapa competitiva Del capitalismo, el Estado liberal no interviene directamente en las expresiones del “custión social”, que en la mayoría de los casos fue tratado como um caso policial y/o la filantropia fue relegada. Concluye que la “cuestión social” es producida y reproducida continuamente por el desarrollo capitalista y su supresión exige la destrucción de la sociedad controlada por el capital.
Keywords: Capitalismo Concorrencial
Exploração
Questão Social
Capitalismo Competitivo
Exploración
Cuestión Social
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.department: Curso de Serviço Social
Citation: BELO, Jéssila dos Santos. A Gênese da “Questão Social” na Sociedade Capitalista. 2020. 61 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Serviço Social) - Faculdade de Serviço Social, Universidade Federal de Alagoas, Maceió,2020.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/7206
Issue Date: 20-Jul-2020
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - SERVIÇO SOCIAL - FSSO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A Gênese da “Questão Social” na Sociedade Capitalista.pdf792,77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.