00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) ICS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/6390
Tipo: Dissertação
Título: “Tem que ser do nosso jeito, não do jeito deles!”: a educação escolar indígena entre os Xukuru-Kariri (AL)
Título(s) alternativo(s): "It has to be our way, not their way!": Indigenous school education among Xukuru-Kariri (AL)
Autor(es): Oliveira, Italo Dennis de
Primeiro Orientador: Mura, Claudia
metadata.dc.contributor.referee1: Meinerz, Nádia Elisa
metadata.dc.contributor.referee2: Souza, Jordânia de Araújo
metadata.dc.contributor.referee3: Batista, Mércia Rejane Rangel
metadata.dc.contributor.referee4: Rodrigues, Rafael de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee5: Côrrea, José Gabriel Silveira
Resumo: Esta dissertação tem o objetivo de analisar o processo de construção e desenvolvimento da educação escolar entre os Xukuru-Kariri na Aldeia Fazenda Canto, em Palmeira dos Índios (AL). Para tal propósito, foram tomadas em consideração as mudanças políticas, sociais e culturais ocorridas no contexto, especialmente as impulsionadas pelo “processo de territorialização”, com atenção à reelaboração cultural realizada na escola orientada pela atual ênfase na etnicidade. Considerou-se necessário explicitar o surgimento e a padronização de discursos acerca da educação escolar indígena, destacando a importância da atuação do movimento indígena desde a década de 1970, que traz reverberações até os dias atuais. Abordase as dinâmicas de conformação de alianças entre diferentes agentes e agências no contexto em foco, as negociações e disputas entre os atores sociais nessa “arena política”, buscando dar relevo às variações de posições entre os atores sociais. A análise concentrou-se na compreensão de como os Xukuru-Kariri constroem e projetam a instituição escolar a partir das experiências vivenciadas e conforme suas expectativas, construídas através da interação e diálogo com diferentes agentes e agências. Nesse sentido, destacam-se algumas estratégias desenvolvidas pelos Xukuru-Kariri como resposta às imposições do Estado que surgem com o projeto de educação escolar indígena, sobretudo, após a Constituição de 1988. Foi também necessário abordar a ação coletiva dos jovens Xukuru-Kariri, que converge com a pauta do movimento indígena e se apresenta como um processo de reelaboração da relação com diferentes agências e com o Estado. O trabalho, calcado numa abordagem processual, busca contribuir com os estudos acerca da educação escolar indígena, salientando o protagonismo dos indígenas diante das imposições do Estado e o caráter multifacetado da instituição escolar num contexto específico.
Abstract: This dissertation aims to analyze the process of construction and development of school education among the Xukuru-Kariri in the Aldeia Fazenda Canto, in Palmeira dos Índios (AL). For this purpose, the political, social and cultural changes that took place in the context, especially those driven by the “territorialization process”, were taken into consideration, with attention to the cultural reworking carried out at school guided by the current emphasis on ethnicity. It was considered necessary to explain the emergence and standardization of discourses about indigenous school education, highlighting the importance of the performance of the indigenous movement since the 1970s, which brings reverberations to the present day. Approach the dynamics of conformation of alliances between different agents and agencies in the context in focus, the negotiations and disputes between the social actors in this “political arena”, trying to highlight the variations of positions among the social actors. The analysis focused on understanding how the Xukuru-Kariri build and design the school institution based on their experiences and expectations, built through interaction and dialogue with different agents and agencies. In this sense, some strategies developed by the Xukuru-Kariri stand out in response to the State impositions that arise with the indigenous school education project, especially after the 1988 Constitution. It was also necessary to address the collective action of the young Xukuru-Kariri, which converges with the agenda of the indigenous movement and presents itself as a process of reworking the relationship with different agencies and the state. The work, based on a procedural approach, seeks to contribute to studies on indigenous school education, highlighting the role of indigenous people in the face of state impositions and the multifaceted character of the school institution in a specific context.
Palavras-chave: Educação escolar indígena
Índios Xukuru Kariri
Protagonismo indígena
Indigenous school education
Xukuru-Kariri
indigenous protagonism
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social
Citação: OLIVEIRA, Italo Dennis de. “Tem que ser do nosso jeito, não do jeito deles!”: a educação escolar indígena entre os Xukuru-Kariri (AL). 2020. 119 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/6390
Data do documento: 28-Jun-2019
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.