Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5791
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estratégias bioclimáticas para seis cidades alagoanas: contribuições para a adequação da arquitetura ao clima local
Other Titles: Bioclimatic strategies for six cities in Alagoas: Contributions to the adaptation of the architecture to the local climate
metadata.dc.creator: Silva, Mônica Ferreira da
metadata.dc.contributor.advisor1: Barbosa, Ricardo Victor Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Barbirato, Gianna Melo
metadata.dc.contributor.referee1: Batista, Juliana Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Cavalcanti, Fernando Antonio de Melo Sá
metadata.dc.contributor.referee3: Goulart, Solange Virginia Galarca
metadata.dc.description.resumo: O conhecimento do perfil climático de uma localidade é fundamental para subsidiar a formulação de recomendações projetuais que busquem a adequação das edificações às condições climáticas locais por meio da bioclimatologia. O presente estudo sintetiza estratégias bioclimáticas recomendáveis ao planejamento arquitetônico em seis cidades alagoanas, com vistas à obtenção de conforto térmico e eficiência energética no espaço habitado. Os procedimentos metodológicos adotados na presente pesquisa consistiram em quatro etapas: definição das cidades a serem estudadas; obtenção, tratamento e a análise dos dados climáticos brutos de cada cidade; determinação das estratégias bioclimáticas a partir da Carta Bioclimática de Givoni e do Método de Mahoney Nebuloso; e, por fim, síntese das recomendações projetuais para as cidades em estudo. A seleção das cidades a serem analisadas considerou a localização das mesmas, assim como a disponibilidade de seus dados climáticos horários, sendo escolhidas as cidades de Arapiraca, Coruripe, Maceió, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar e São Luís do Quitunde. As informações climáticas das cidades corresponderam dados climáticos horários coletados por estações meteorológicas automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia instaladas nos respectivos municípios referentes ao período de 2009 a 2018. O tratamento dos dados consistiu em três etapas: verificação da consistência dos dados, obtenção de indicadores de descrição climática e determinação do Ano Climático de Referência de cada local. O exame dos dados revelou que as quantidades de lacunas variam bastante entre as cidades, sendo a precipitação a variável que mais sofre com a falta de dados. A análise dos indicadores climáticos evidenciou as semelhanças e particularidades climáticas entre as cidades. Os Anos Climáticos de Referência e os dados médios das cidades embasaram as recomendações projetuais obtidas por meio da Carta de Givoni e pelo Método de Mahoney Nebuloso, respectivamente. As principais diferenças nas estratégias bioclimáticas indicadas para as cidades foram referentes ao tamanho e posição das aberturas, ao espaçamento entre as edificações e à necessidade de proteção contra chuvas intensas. O emprego de alta inércia térmica em paredes é a estratégia que requer maior atenção devido à indefinição das metodologias. Concluiu-se que há a necessidade de aprimoramento do Método de Mahoney Nebuloso no que se refere ao Quadro III. Por fim, o presente trabalho auxilia os projetistas na escolha de estratégias bioclimáticas adequadas ao planejamento arquitetônico nas seis cidades alagoanas estudadas.
Abstract: Knowledge of the climatic profile of a locality is essential to support the formulation of project recommendations that seek the adaptation of buildings to local climatic conditions through bioclimatology. This study summarizes bioclimatic strategies recommended for architectural planning in six cities in Alagoas, with a view to obtaining thermal comfort and energy efficiency in the inhabited space. The methodological procedures adopted in this research consisted of four stages: definition of the cities to be studied; obtaining, treating and analyzing the raw climate data of each city; determination of bioclimatic strategies based on the Givoni Bioclimatic Chart and the Fuzzy Mahoney’s Method; and, finally, synthesis of the project recommendations for the cities under study. The selection of the cities to be analyzed considered their location, as well as the availability of their hourly climate data, being chosen the cities of Arapiraca, Coruripe, Maceió, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar and São Luís do Quitunde. The climatic information of the cities corresponded to hourly climatic data collected by automatic meteorological stations of the National Institute of Meteorology installed in the respective municipalities for the period from 2009 to 2018. The treatment of the data consisted of three stages: verification of the consistency of the data, obtaining indicators of climate description and determination of the Test Reference Year of each location. The examination of the data revealed that the quantities of gaps vary greatly between the cities, with precipitation being the variable that suffers most from the lack of data. The analysis of climate indicators highlighted the similarities and particularities of climate between cities. The Test Reference Years and the average data from the cities underpinned the project recommendations obtained through the Givoni Chart and the Fuzzy Mahoney’s Method, respectively. The main differences in the bioclimatic strategies indicated for the cities were related to the size and position of the openings, the spacing between the buildings and the need for protection against intense rainfall. The use of high thermal inertia in walls is the strategy that requires more attention due to the lack of definition of the methodologies. It was concluded that there is a need for improvement of the Fuzzy Mahoney’s Method in relation to Table III. Finally, this paper assists designers in choosing bioclimatic strategies suitable for architectural planning in the six cities studied in Alagoas
Keywords: Bioclimatologia
Dados climáticos horários
Classificação climática
Método de Mahoney Nebuloso
Planejamento urbano – Fatores climáticos
Cidades - Alagoas
Bioclimatology
Climatic hourly data
Climate characterization
Givoni Bioclimatic Chart
Fuzzy Mahoney’s Method
Urban Planning - Climate Factors
Cities - Alagoas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Citation: SILVA, Mônica Ferreira da. Estratégias bioclimáticas para seis cidades alagoanas: contribuições para a adequação da arquitetura ao clima local. 2019. 185 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura: Dinâmica do Espaço Habitado) – Faculdade de Arquitetura, Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5791
Issue Date: 10-May-2019
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FAU

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estratégias bioclimáticas para seis cidades alagoanas - contribuições para a adequação da arquitetura.pdfEstratégias bioclimáticas para seis cidades alagoanas: contribuições para a adequação da arquitetura ao clima local15.9 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.