Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5752
metadata.dc.type: Tese
Title: Permeabilidade do revestimento do solo intralotes e qualidade térmica microclimática no contexto de Maceió-AL
Other Titles: Soil permeability and microclimate thermal quality in the context of Maceió-AL
metadata.dc.creator: Cavalcante, Miquelina Rodrigues Castro
metadata.dc.contributor.advisor1: Barbirato, Gianna Melo
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Santos, Pedro Valentim dos
metadata.dc.contributor.referee1: Masiero, Erico
metadata.dc.contributor.referee2: Araujo, Maria Tereza de
metadata.dc.contributor.referee3: Batista, Juliana Oliveira
metadata.dc.contributor.referee4: Barbosa, Ricardo Victor Rodrigues
metadata.dc.description.resumo: O solo urbano é, em parte, revestido por materiais impermeáveis como cimento e asfalto, encontrados em ruas, calçadas, áreas não edificadas no interior de lotes, entre outros. O uso excessivo desses revestimentos pode alterar o microclima, reduzindo a qualidade térmica dos espaços externos. Alguns parâmetros urbanísticos são responsáveis pelo controle da impermeabilização do solo nas cidades e a conservação de áreas permeáveis como, por exemplo, a taxa de permeabilidade do solo encontrada nos códigos de obras e planos diretores dos municípios. No Código de urbanismo e edificações do município de Maceió-AL vigente, os lotes ou terrenos com até 1.200m² são isentos da taxa de permeabilidade, o que pode contribuir para a expansão de solo impermeável na cidade. Diante do exposto, o objetivo desse trabalho foi estabelecer a relação entre o percentual de permeabilidade do solo e o microclima, tendo como objeto de estudo espaços intralotes de uma fração urbana na cidade de Maceió-AL. Os procedimentos metodológicos adotados foram a confecção de mapas de albedo e temperatura da superfície, através do uso de imagens do satélite Landsat 8 e o programa computacional Qgis®, e simulações computacionais utilizando o programa ENVI-met® com cenários real e hipotéticos. Entre os revestimentos do solo estudados, o gramado apresentou melhores resultados para o condicionamento térmico, com os menores valores da temperatura de superfície (26,4ºC) e do albedo (9,8%), produzindo menos calor para o ar e menor reflexão da radiação solar para outras superfícies urbanas. O maior valor de albedo aconteceu no solo nu exposto (26,5%) e de temperatura da superfície, no solo asfaltado (26,5%). A análise dos resultados das simulações computacionais no cenário real demonstrou que a área totalmente cimentada (ponto com 0% de área permeável no terreno) apresentou o maior valor de temperatura do solo no período noturno em comparação com as áreas que apresentam revestimento do solo gramado (ponto com 37% de área permeável gramada no terreno), havendo uma diferença de 2,5ºC entre essas áreas. Isso pode contribuir para a formação de ilhas de calor. Os resultados mostraram que existe uma relação positiva entre o aumento de área revestida com vegetação gramínea no interior do lote e a redução da temperatura do ar nessas áreas, mostrando que a isenção da taxa de permeabilidade interfere na qualidade térmica do ar, devendo ser revista essa questão nas leis do planejamento urbano.
Abstract: The urban soil is partly covered by impermeable materials such as cement and asphalt found on streets, sidewalks, unbuilt areas within properties, etc. The excessive use of such pavement coverings can alter the local microclimate, reducing the thermal quality of the external spaces. There are urban parameters that specifically address issues of soil paving within cities and the conservation of permeable areas, such as the soil permeability rate found upon local building codes. In the current building code of Maceió (Código de urbanismo e edificações do município de Maceió-AL), lots with up to 1,200m² are free from applying the permeability rate which may contribute to the expansion of impermeable soil in the city. The present study aims to establish a relationship between the percentage of permeable soil and microclimate, analyzing vacant spaces in between lots within an urban fraction of Maceió-AL. The methodological procedures adopted were mapping the albedo and surface temperature through Landsat 8 satellite images and the software Qgis® along with computational simulations using the software ENVI-met® - real and hypothetical scenarios. Among the different analyzed pavements, lawn presented the best results for thermal conditioning, with lower values of surface temperature (26.4ºC) and albedo (9.8%), producing less heat and less reflection of radiation to other urban surfaces. Naked exposed soil showed the highest albedo value (26.5%) and the surface temperature of asphalt was the highest (26.5%). The analysis of the computational simulations results for a real scenario showed that a fully cemented area (0% permeable areas) presented the highest value of soil temperature during the night when compared to areas covered with lawn (37% permeable grass cover), a difference of 2.5 ° C between those areas. This can contribute to the formation of heat islands. The results showed that there is a positive relationship between the increase of area covered with grass within a lot and the reduction of air temperature in these areas, showing that the exemption of the permeability rate interferes with the thermal quality of the air, indicating that revising urban planning laws regarding this issue should be a concern.
Keywords: Solos – Permeabilidade – Taxas
Temperatura atmosférica
Planejamento urbano
Microclimatologia – Maceió(AL)
Permeability rate
Air temperature
Urban planning
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Citation: CAVALCANTE, Miquelina Rodrigues Castro. Permeabilidade do revestimento do solo intralotes e qualidade térmica microclimática no contexto de Maceió-AL. 2019. 178 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura, Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019
metadata.dc.rights: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5752
Issue Date: 21-Feb-2019
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FAU



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.