Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5677
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Determinação do nível de estresse experimentado por profissionais de saúde do sertão alagoano/baiano
metadata.dc.creator: Novais, Danilo Jorge da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Jonhatan Magno Norte da
metadata.dc.contributor.referee1: Santos, Robério José Rogério dos
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Alline Thamyres Claudino da
metadata.dc.description.resumo: O estresse tem sido enunciado por especialistas como uma das principais nocividades que circunda a sociedade moderna, sendo um fator de risco ao bem-estar e a qualidade de vida. A esfera do trabalho vem se revelando como uma das principais fontes causadoras de estresse sendo uma ameaça para com a sua saúde física e mental ou para com as suas necessidades de realização pessoal e/ou profissional, o que prejudica o exercício de sua função nesse ambiente. Dessa forma, o presente trabalho determina o nível de estresse experimentado por profissionais de saúde do Sertão Alagoano/Baiano. A pesquisa foi realizada com profissionais de hospitais, centro e postos de saúde com 138 profissionais agrupados em 32 funções diferentes. Para a coleta de dados foi utilizado o questionário de estresse idealizado com base nos estudos de Karasek et al. (1985), Siegrist (1998), Alves et al. (2004), Rodrigues, Barrichello e Morin (2016) e aplicação da Teoria de Resposta ao Item. Com os dados coletados foi aplicado a análise de dimensionalidade do questionário, confirmando a sua bidimensionalidade e logo após aplicado o Modelo de Resposta Gradual (MRG) de Samejina de dois parâmetros na construção das escalas para as dimensões de estresse Demanda de trabalho e Suporte social. Como resultado, construiu-se um modelo bi-dimensional para avaliação do nível de estresse ocupacional onde 81,2% se encontra na região de Trabalho Passivo (baixa exigência e baixo suporte). Ressalta-se que é imprescindível analisar os quadrantes que geram risco para a saúde, sendo eles o de trabalho passivo e alta tensão (região de estresse). Sendo assim, no presente estudo, 81,9% dos estudados estão em zona de risco a saúde (81,2% em trabalho passivo e 0,7% em alta tensão). Esse resultado gera um alerta para as condições de trabalho onde os pesquisados estão atuando e as consequências que já estão sendo geradas na saúde.
Abstract: Stress has been stated by experts as one of the main harmfulnesses of modern society, being a risk factor for well-being and a quality of life. The sphere of work is proving to be one of the main sources of stress, threatening your physical and mental health or your needs for personal and /or professional fulfillment, which impairs the exercise of your function in this environment. Thus, the present study evaluates the level of stress experienced by health professionals in the Alagoano / Baiano Sertão. The survey was conducted with professionals from hospitals, centers and health posts with 138 professionals grouped in 32 different functions. For data collection we used the stress questionnaire designed based on the studies by Karasek et al. (1985), Siegrist (1998), Alves et al. (2004), Rodrigues, Barrichello and Morin (2016) and application of Item Response Theory. With the collected data was applied the dimensionality analysis of the questionnaire, confirming its two-dimensionality and soon after applying the Samejina Gradual Response Model (MRG) of two parameters in the construction of the scales for the dimensions of stress Work demand and Social Support. As a result, a two-dimensional model was built to assess occupational stress level where 81.2% is in the Passive Work region (low demand and low support). It is noteworthy that it is essential to analyze the quadrants that generate health risk, such as passive work and high tension (stress region). Thus, in the present study, 81.9% of the studied were in a health risk zone (81.2% in passive work and 0.7% in high tension). This result generates an alert for the working conditions where the respondents are working and the consequences that are already being generated on health.
Keywords: Saúde ocupacional
Profissionais de enfermagem
Estresse ocupacional
Sertão alagoano
Sertão baiano
Teoria de resposta ao ítem
Suporte social
Demandas de trabalho
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE PRODUCAO::PESQUISA OPERACIONAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.department: Curso de Engenharia da Produção
Citation: NOVAIS, Danilo Jorge da Silva. Determinação do nível de estresse experimentado por profissionais de saúde do sertão alagoano/baiano. 2019. 87 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Produção) - Unidade Delmiro Gouveia-Campus do Sertão, Universidade Federal de Alagoas, Delmiro Gouveia, 2019.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5677
Issue Date: 29-Jul-2019
Appears in Collections:Trabalhos de de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - Unidade Delmiro Gouveia



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.