Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3613
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A representação dos males na Igreja Universal do Reino de Deus: uma abordagem sociológica sobre a construção de inimigos
Other Titles: The representation of evils in the Universal Church of the Kingdom of God: a sociological approach about the construction of enemies
metadata.dc.creator: Santos, Arthur Adriano Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Bem, Arim Soares do
metadata.dc.contributor.referee1: Tavares, Breitner Luiz
metadata.dc.contributor.referee2: Oliveira, Adélia Augusta Souto de
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação tem o objetivo de compreender a estrutura dos discursos relacionados ao processo de construção de “inimigos” no âmbito da Igreja Universal do Reino de Deus no Estado de Alagoas, gravados em seis apresentações do programa televisivo Nosso Tempo. Tal processo existe quando indivíduos, grupos sociais, povos, Estados, ideologias e práticas culturais e religiosas são socialmente representados a partir de uma divisão dicotômica e dualista do mundo. Característico desse processo é que o “outro” recebe sempre uma etiqueta negativa, enquanto a própria imagem é positivada. Nesse sentido, a Igreja Universal do Reino de Deus representa o universo como corolário de duas forças espirituais nas quais o caráter “maligno” de uma delas é associado a grupos minoritários, especialmente a religiosidade dos afro-descendentes, o que concorre, desta forma, para legitimar práticas excludentes e inibidores da democracia inscritas na formação histórica do Brasil e para manter no público receptor um bloqueio quanto à capacidade de análise da estrutura social. Esse processo se constitui numa dialética relação que articula exclusão e inclusão. De um lado, os “inimigos” são combatidos porque constituem uma ameaça real ou imaginária aos excluidores. De outro, estes últimos fazem uso de alguns símbolos dos “inimigos”, ressignificando-os de forma positivada. Daí, a negativização da religiosidade dos afro-descendentes pela Igreja Universal do Reino de Deus tem a função de atrair fiéis que tem uma identificação com as religiões de forte apelo mágico e extáticas, aproveitando-se de forma paradoxal da legitimadade social do campo religioso cristão e do imaginário social nacional o qual instrumentaliza a experiência religiosa dos afro-descendentes.
Abstract: This thesis aims to understand the structure of discourses related to the construction process of "enemies" within the Universal Church of the Kingdom of God in Alagoas State, recorded in six performances of Our Time television show. This process exists when individuals, social groups, peoples, states, ideologies and cultural and religious practices are socially represented from a dualistic and dichotomous division of the world. Characteristic of this process is that the "other" is always given a negative label, while the image itself is positively valued. In this sense, the Universal Church of the Kingdom of God represents the universe as a corollary of two spiritual forces in which the character "evil" one of them is associated with minority groups, especially the religiosity of african descent, which contributes in this way to legitimize exclusionary practices of democracy and inhibitors listed in the historical formation of Brazil and to keep the audience a receptor blockade on the ability of analysis of social structure. This process constitutes a dialectical relation that links the exclusion and inclusion. On the one hand, the "enemies" are addressed because they constitute a real or imagined threat to the excluder. On the other, the latter make use of some symbols of "enemies," giving new meaning to them so positively valued. Hence, the negativization religiosity of african descent by the Universal Church of the Kingdom of God has the function of attracting the faithful who have an identification with the strong appeal of religion and magic ecstatic, enjoying themselves so paradoxical legitimadade social Christianity in and the national social imaginary which exploits the religious experience of african descent.
Keywords: Representação social
Inimificação
Ideologia
Estrutura do discurso
Social representation
Enemyfication
Ideology
Discourse structure
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sociologia
Citation: SANTOS, Arthur Adriano Lima. A representação dos males na Igreja Universal do Reino de Deus: uma abordagem sociológica sobre a construção de inimigos. 2011. 161 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2018.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3613
Issue Date: 4-May-2011
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A representação dos males na Igreja Universal do Reino de Deus uma abordagem sociológica sobre a construção de inimigos.pdfA representação dos males na Igreja Universal do Reino de Deus: uma abordagem sociológica sobre a construção de inimigos1,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.