Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3566
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Uma análise da agroindústria canavieira em “tempos de sustentabilidade”
metadata.dc.creator: Fonseca, Lucas Menezes
metadata.dc.contributor.advisor1: Candeias, Cezar Nonato Bezerra
metadata.dc.contributor.referee1: Mello, Paulo Décio de Arruda
metadata.dc.contributor.referee2: Medeiros, Rogério de Souza
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo fazer uma análise da agroindústria canavieira diante da existência de um novo ciclo expansivo no setor, abrangendo as transformações sofridas e em curso. Como elemento propulsor deste ciclo, identificamos as expectativas abertas de mercado a partir da formação de um mercado de etanol (álcool). Este combustível, classificado como “verde” e “limpo”, se coloca em posição de atender a expectativa de desenvolvimento sustentável que passa a ser definida como modelo pelo mercado e meio empresarial. Assim, a agroindústria canavieira passa a ser visada pelo capital internacional e promovida pelo Estado, sendo fundamentais para um conjunto de transformações ocorridas no setor, desde as tecnológicas as de gestão. Temas de sustentabilidade e responsabilidade social foram ao longo da segunda metade do século XX absorvidos por empresas e mercado a partir de pressões da sociedade em razão das próprias conseqüências do capitalismo. Assim, tem-se gerado um novo habitus das classes dominantes que passam a agir tendo em conta as dimensões sociais e ambientais de seus empreendimentos, permitindo uma apropriação simbólica destas pautas sem que isso represente mudanças nos fundamentos da ordem político-econômica. Neste quadro histórico, a agroindústria canavieira, historicamente marcada pelos seus negativos impactos socioambientais, busca reverter sua posição para se apresentar como provedora de “boas práticas” tendo como suporte uma aliança entre Estado, usinas e organizações da sociedade civil. Todavia, nossa pesquisa identifica que os impactos socioambientais continuam presentes e guardam relação tanto com as transformações ocorridas no conjunto da sociedade, quanto com os fundamentos de sua atividade monocultura e latifundiária.
Abstract: This work has as objective to do an analysis of the sugar cane agro-industry before the existence of a new expansive cycle in the sector, encompassing the transformations that occurred and the ones that are in course. We identify the open market expectations for the formation of an ethanol (alcohol) market as the propelling element of this cycle. This fuel, classified as “green” and “clean”, is presented in position of attending the expectation of sustainable development which becomes being defined as model by the market and by the managerial means. Therefore, the sugar cane agro-industry turns into a target to the international capital and becomes promoted by the State, that is fundamental to the conjoint of transformations occurred in the sector, as to the technical changes as to the management alterations. Discussions about sustainability and social responsibility were absorbed into companies, and the market, effected by society's pressures on account of the consequences of the capitalism. Therefore, it's being generated a new habitus of the dominant classes which change their actions considering social and environmental dimensions of their enterprises, allowing a symbolic appropriation of these discussions without bringing changes to the political-economical order foundations. In this historic context, the sugar cane agro-industry, historically marked by its negative social-environmental impacts, tries to revert its position to present itself as a provider of “good practices” supported by the alliance between the State, factories and civil society's organizations. However, our research identifies that the socialenvironmental impacts continue present and remain having relation as with the transformations occurred in the society's conjoint, as with the foundations of its activities of monoculture and agricultural estate.
Keywords: Agroindústria canavieira
Sustentabilidade
Impactos socioambientais
Sugar cane agro-industry
Sustainability
Social-environmental impacts
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sociologia
Citation: FONSECA, Lucas Menezes. Uma análise da agroindústria canavieira em “tempos de sustentabilidade”. 2011. 124 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2018.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3566
Issue Date: 28-Apr-2011
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Uma análise da agroindústria canavieira em tempos de sustentabilidade.pdfUma análise da agroindústria canavieira em “tempos de sustentabilidade”1,29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.