00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) ICS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/3370
Tipo: Dissertação
Título: Narrativas do saber, práticas de poder: uma análise antropológica dos discursos e práticas de internação de jovens mulheres em Alagoas
Título(s) alternativo(s): Narratives of knowledge, power practices: an anthropological analysis of the discussions and practices of internment of young women in Alagoas
Autor(es): Pereira, Regina Celi Martins
Primeiro Orientador: Bittencourt, João Batista de Menezes
metadata.dc.contributor.referee1: Meinerz, Nádia Elisa
metadata.dc.contributor.referee2: Hüning, Simone Maria
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo problematizar os discursos e práticas de internação de adolescentes no estado de Alagoas. A pesquisa foi realizada na Unidade de Internação Feminina – UIF, localizada em Maceió, entre janeiro e maio de 2016, sendo analisados documentos de arquivos das adolescentes internas na época. Partindo da averiguação das sentenças, decisões interlocutórias, representações do Ministério Público e pareceres emitidos pela equipe técnica da unidade buscou-se para entender quais os argumentos de saber são utilizados para a decretação da internação. Para construção do trabalho, partimos da análise das formações discursivas de perspectiva foucaultiana. Para o autor, a compreensão dos discursos deve considerar o momento histórico em que foram produzidos, como também, os discursos precisam ser entendidos como acontecimentos políticos, pois em sua essência estão presentes lutas, forças e desejos que dinamizam a sociedade. Para melhor explanação do problema, realizamos uma análise histórica do sistema penitenciário feminino brasileiro, e a contextualização da Institucionalização no país. Após a explanação, observa-se que os discursos que justificam o encarceramento das jovens mulheres se utilizam dos argumentos de sócioeducação e de recuperação das jovens do mundo da criminalidade, reforçando estratégias de segregação e controle daquelas que possuem condutas consideradas desviantes.
Abstract: The present study aims to problematize the discourses and practices of hospitalization of adolescents in the state of Alagoas. The research was carried out at the Female Internment Unit - UIF, located in Maceió, between January and May 2016, and records of internal adolescents were analyzed at the time. Based on the investigation of the sentences, interlocutory decisions, representations of the Public Ministry and opinions issued by the unit's technical team, it was sought to understand which arguments of knowing are used for decreasing hospitalization. For the construction of the work, we start from the analysis of the discursive formations of Foucaultian perspective. For the author, the comprehension of the discourses must consider the historical moment in which they were produced, as also the discourses need to be understood as political events, because in its essence are present struggles, forces and desires that dynamize the society. To better explain the problem, we performed a historical analysis of the Brazilian female prison system, and the contextualization of institutionalization in the country. After the explanation, it is observed that the discourses that justify the imprisonment of the young women use the arguments of socioeducation and recovery of the young people of the world of crime, reinforcing strategies of segregation and control of those that have deviant conduct.
Palavras-chave: Análise do discurso
Unidade de internação feminina – Maceió
Mulheres Jovens - Prisioneiras
Socioeducação
Ressocialização
Analysis of discourses
Women's Detention Unit
Young Women – Prisoners
Socioeducation
Ressalization
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social
Citação: PEREIRA, Regina Celi Martins. Narrativas do saber, práticas de poder: uma análise antropológica dos discursos e práticas de internação de jovens mulheres em Alagoas. 2018. 106 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3370
Data do documento: 30-Abr-2018
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Narrativas do saber, práticas de poder uma análise antropológica dos discursos e práticas de internação de jovens mulheres em Alagoas.pdfNarrativas do saber, práticas de poder: uma análise antropológica dos discursos e práticas de internação de jovens mulheres em Alagoas2.31 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.