Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3353
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Avaliação da acessibilidade espacial em instituições de longa permanência para idosos com ênfase nas normas NBR 9050 /ABNT e RDC Nº 283 /ANVISA - Estudo de caso nos abrigos Casa do Pobre e Casa para Velhice Luiza de Marillac em Maceió/AL, 2016-2017
Other Titles: Evaluation of spatial accesibility in long stay institutions for the elderly with integration in norms NBR9050 /ABNT and RDC Nº 283 /ANVISA – case study in shelters Casa do Pobre e Casa para Velhice Luiza de Marillac in Maceió/AL, 2016-2017
metadata.dc.creator: Lourenço, Rafaella Barbosa Bezerra
metadata.dc.contributor.advisor1: Cavalcante, Morgana Maria Pitta Duarte
metadata.dc.contributor.referee1: Monteiro, Márcia Rocha
metadata.dc.contributor.referee2: Batista, Juliana Oliveira
metadata.dc.contributor.referee3: Oiticica, Maria Lúcia Gondim da Rosa
metadata.dc.description.resumo: Com o aumento do número de idosos no Brasil e consequentemente as mudanças ocorridas nas famílias, espera-se um crescente número de idosos dependentes e paralelamente a diminuição do número de cuidadores familiares, contribuindo para a necessidade iminente de Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs). A problemática que envolve a maioria das ILPIs está relacionada à deficiência das instalações físicas espaciais e às adaptações para tentar promover ambientes ideais de convivência para idosos, o que pode resultar em ambientes sem acessibilidade, com elementos arquitetônicos improvisados. O objetivo desta dissertação foi avaliar a acessibilidade espacial em ILPIs, tendo como estudo duas ILPIs de Maceió- AL, a Casa para Velhice Luiza de Marillac e a Casa do Pobre, comparando-as com as normas da NBR 9050/ABNT e RDC Nº283/ANVISA. A metodologia utilizada é quanti-qualitativa, de caráter exploratório-descritivo, utilizando-se 6 Planilhas de Avaliação como instrumento da pesquisa, nos seguintes aspectos: áreas de acesso ao edifício, circulações horizontais, circulações verticais, locais para atividades coletivas, sanitários e locais de hospedagem. Dentre os itens avaliados pelas Planilhas, a Casa para Velhice Luiza de Marillac respondeu positivamente em 19,96% dos resultados, em contrapartida de 46,45% em desacordo com as Normas NBR 9050/ABNT e RDC Nº283/ANVISA. A Casa do Pobre apresentou um percentual inferior, de 19,74% de resultados positivos e 49,76% negativos. Logo, observa-se que a acessibilidade espacial não é atendida nas duas edificações. Apesar de todo o esforço em promover adequações, essas ILPIs necessitam de um acompanhamento de profissionais capacitados para direcionar os esforços a fim de que sejam sanados esses problemas, contribuindo para que essas edificações suscitem o bem-estar dos usuários.
Abstract: With the increase in the number of elderly people in Brazil and consequently the changes occurring in the families, a growing number of elderly dependents are expected and, in parallel, a decrease in the number of family caregivers, contributing to the imminent need of long term institutions fot the elderly (LTCF). The problem that surrounds most LTCF is related to the deficiency of physical space installations and the adaptations to try to promote ideal environments of coexistence for the elderly, which can result in environments without accessibility with improvised architectonic elements. The objective of this dissertation was to evaluate the spatial accessibility in LTCF, with two LTCF from Maceió-AL, the House for Old Age Luiza de Marillac and the Casa do Pobre, comparing them with the norms of NBR 9050/ABNT and RDC Nº283/ANVISA. The methodology used is quantitative-qualitative, with an exploratory-descriptive character, using 6 Spreadsheets as research instrument, in the following aspects: building access areas, horizontal circulations, vertical circulations, places for collective activities, sanitary and local hosting. Among the items evaluated by the Spreadsheets, Luiza de Marillac House for Old Age responded positively in 19,96% of the results, in contrast to 46,45% in disagreement with Norms NBR 9050 / ABNT and RDC Nº283 / ANVISA. Casa do Pobre presented a lower percentage, 19,74% of positive results and 49,76% negative. Therefore, it is observed that spatial accessibility is not met in both buildings. Despite all efforts to promote adequacy, these LTCF need to be monitored by trained professionals to direct efforts to heal these problems, contributing to the building of these buildings in the well-being of users.
Keywords: Arquitetura
Idosos
Instituições de longa permanência – Maceió (AL)
Acessibilidade
Architecture
Elderly people
Long Term Institutions for the Elderly
Accessibility
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Citation: LOURENÇO, Rafaella Barbosa Bezerra. Avaliação da acessibilidade espacial em instituições de longa permanência para idosos com ênfase nas normas NBR 9050 / ABNT e RDC Nº283 / ANVISA - Estudo de caso nos abrigos Casa do Pobre e Casa para Velhice Luiza de Marillac em Maceió/AL, 2016-2017. 2018.243 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura: Dinâmica do Espaço Habitado) – Faculdade de Arquitetura, Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2018
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3353
Issue Date: 7-Mar-2018
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FAU

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliação da acessibilidade espacial em instituições de longa permanência para idosos com ênfase nas normas NBR 9050 ABNT e RDC Nº 283 ANVISA.pdfAvaliação da acessibilidade espacial em instituições de longa permanência para idosos com ênfase nas normas NBR 9050 / ABNT e RDC Nº283 / ANVISA - Estudo de caso nos abrigos Casa do Pobre e Casa para Velhice Luiza de Marillac em Maceió/AL, 2016-201710.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.