Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/2318
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A constituição dos processos de urbanização como objeto da Psicologia no Brasil
Other Titles: The constituon of urbanization processes as object of psychology in brazil
metadata.dc.creator: Silva, Vanderli Melo da
metadata.dc.contributor.advisor1: Hüning, Simone Maria
metadata.dc.contributor.referee1: Guareschi, Neuza Maria de Fátima
metadata.dc.contributor.referee2: Azambuja, Marcos Adegas
metadata.dc.description.resumo: Os processos de urbanização no Brasil são historicamente atravessados por práticas excludentes e segregacionistas que põem em evidência a violação dos direitos à cidadania e à liberdade da maior parte da população. A maneira como esses processos sociais são pensados, praticados, construídos, modificados historicamente e dispostos é permeada pela produção de processos de subjetivação que, por vezes, naturalizam práticas de segregação e determinados discursos excludentes, sendo uma questão importante a ser problematizada pela psicologia enquanto um campo do conhecimento que trabalha os processos subjetivos. O objetivo geral desta pesquisa é conhecer e analisar de que maneira os processos de urbanização passam a constituir alvo de interesse nos estudos da psicologia no Brasil. Definimos como objetivos específicos: analisar quais são as problematizações feitas em relação aos processos de urbanização na produção de conhecimento em psicologia; identificar quais referenciais teóricos e métodos estes artigos tomam pra discutir os processos de urbanização; discutir as transformações e contribuições do conhecimento produzido pela psicologia em relação à abordagem dos processos de urbanização. Para tanto, tomamos a revisão de literatura e a análise histórica como uma ferramenta para apreender a produção da psicologia sobre os processos de urbanização e a psicologia histórica de Nikolas Rose para subsidiar a análise desta produção. Concluímos que os processos de urbanização na psicologia foram gradativamente tomando mais espaço, ganhando amplitude e periodicidade, assim como as formas pelas quais se tratou e estudou esse tema. Analisamos que, mesmo coexistindo diversas práticas em todo o percurso histórico de tomada desse objeto, foi-se constituindo na psicologia um afastamento de questões teóricas e metodológicas pautadas em olhares individualizantes sobre o urbano em detrimento de problematizações que privilegiam os processos de urbanização como uma construção social.
Abstract: Urbanization processes in Brazil are historically crossed by exclusionary and segregationist practices that highlight the violation of the rights of citizenship and freedom of the majority of the population. How these social processes are thought, practiced, constructed, historically modified and arranged is permeated by the production of subjectivity processes that at times naturalize segregation practices and certain exclusionary discourses, an important issue to be problematized in psychology as a field of knowledge which studies the subjective processes. The objective of this research is to know and analyze how urbanization processes now constitute the subject of interest in psychology studies in Brazil. Thus, we seek as specific objectives: to analyze what are the problematizations made in relation to urbanization processes in the production of knowledge in psychology; identify which theoretical frameworks and methods these articles take to discuss the urbanization processes; discuss the changes and contributions of knowledge produced by psychology in relation to the approach of urbanization processes. For this, we take the literature review and historical analysis as a tool to grasp the psychology literature on urbanization processes and the historical psychology of Nikolas Rose to support the analysis of this production. We conclude that the urbanization processes in psychology were gradually taking more space, gaining amplitude and frequency, as well as the ways in which was treated and studied the subject. We analyzed that even coexisting several practices throughout the historical course of making this object, it was constituing in psychology a distance from theoretical and methodological issues guided in individualizing views on urban rather than problematizations that privilege the processes of urbanization as a social construction.
Keywords: Psicologia social
Urbanização – Aspectos psicológicos
Psicologia – História – Brasil
Urbanization processes
Psychology
Historical Psychology
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: SILVA, Vanderli Melo da. A constituição dos processos de urbanização como objeto da Psicologia no Brasil. 2016. 87 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/2318
Issue Date: 6-Jun-2016
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A constituicao dos processos de urbanizacao como objeto da psicologia no Brasil.pdf895,17 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.