Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/2125
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O conceito de infância em artigos brasileiros de psicologia
Other Titles: The concept of childhood in brazilian articles of psychology
metadata.dc.creator: Canuto, Lívia Teixeira
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Adélia Augusta Souto de
metadata.dc.contributor.referee1: Miura, Paula Orchiucci
metadata.dc.contributor.referee2: Sousa, Sônia Margarida Gomes
metadata.dc.description.resumo: Trata do conceito de infância como fruto de uma construção histórica e social que traz consigo implicações diretas na formatação de políticas públicas, nas relações sociais e familiares e nos modos de ser e viver a infância. Nesse sentido, os conceitos são ferramentas de produção da realidade e a Ciência cumpre papel importante no respaldo à construção desse conceito. Toma-se como pressuposto teórico e metodológico a produção de conceito na psicologia sócio-histórica de Vigotski. Assim, objetivou-se realizar uma metassíntese do conceito de infância na produção acadêmica da psicologia do Brasil e em específico: sistematizar a produção de artigos brasileiros que utiliza o conceito de infância na psicologia; descrever o panorama dessa produção; identificar os aspectos teóricos e metodológicos que subsidiam a produção do conceito de infância; demarcar o contexto sócio-histórico que serviu de base para a produção do conceito de infância no Brasil; identificar as possíveis contribuições do campo dos estudos sociais da infância nesta produção. Para tanto, desenvolve-se a metassíntese por meio da realização de cinco fases para o tratamento dos dados, por meio de análise de conteúdo: exploração, cruzamento, refinamento, descrição e interpretação. A pesquisa priorizou artigos publicados nos periódicos indexados na psicologia, conceituados em A1 e A2, de acordo com a avaliação Qualis Capes 2013. Foram selecionados: Paidéia, Psicologia: Reflexão e Crítica, Psicologia: Teoria e Pesquisa, Arquivos Brasileiros de Psicologia, Estudos de Psicologia, Psicologia: Ciência e Profissão, Psicologia em Estudo, Psicologia e Sociedade, Psicologia: Teoria e Prática, Psicologia USP, Psico – PUCRS e Interação em Psicologia. Utilizou-se os descritores infancia, infancias, infantil, infantis para todos os anos disponíveis em cada periódico. Identificou-se a presença da discussão sobre o conceito de infância nos artigos, a partir da presença do termo infância no título, que resultou em 74 artigos para análise qualitativa. Destacou-se quantitativamente o periódico “Psicologia e Sociedade” e o ano de 2013. Os resultados da análise qualitativa indicam que: a maioria dos trabalhos aborda a infância na perspectiva do desenvolvimento, predominando a área da avaliação psicológica; outra parte dos trabalhos aborda a infância como uma construção sócio-histórica, predominando a contextualização histórica das formas de intervenção social voltadas à infância, representadas pelo desenvolvimento do aparato jurídico e das políticas públicas de assistência específicas para infância, apresentando-se como importantes parâmetros para pensar a infância; o período higienista-eugenista apresenta grande importância para a visibilidade da infância brasileira; o ECA apresenta-se como um marco na mudança histórica do conceito de infância no Brasil; historicamente, a psicologia participa de modo significativo na produção do conceito de infância, porém, de modo descontextualizado, gerando diversas críticas; a mídia e o consumo transformaram os modos de viver a infância na contemporaneidade, tornando-se importantes parâmetros de análise da infância; embora alguns autores apontem a necessidade de dar visibilidade a voz das crianças na pesquisa, a maioria dos trabalhos analisados não recorre a pesquisas diretamente com crianças. Considera-se que o estudo apresenta subsídios para uma reflexão crítica acerca das bases teóricas e metodológicas da psicologia utilizadas na pesquisa acadêmica sobre a infância. Além disso, a contextualização histórica do conceito de infância no Brasil oferece fundamentos para pensar políticas públicas para a infância no Brasil.
Abstract: It deals with the concept of childhood as the result of a historical and social construction that brings with it direct implications in the shaping of public policies, in social and family relations and in ways of being and living in childhood. In this sense, concepts are tools of production of reality and Science plays an important role in supporting the construction of this concept. It is assumed as a theoretical and methodological assumption the production of concept in the socio-historical psychology of Vygotsky. Thus, it was aimed to perform a meta-synthesis of the concept of childhood in the academic production of Brazilian psychology and in particular: to systematize the production of Brazilian articles that uses the concept of childhood in psychology; To describe the panorama of this production; Identify the theoretical and methodological aspects that subsidize the production of the concept of childhood; To demarcate the socio-historical context that served as the basis for the production of the concept of childhood in Brazil; To identify the possible contributions of the field of social studies of childhood in this production. For that, the metassynthesis is developed by means of the accomplishment of five phases for the treatment of the data, through content analysis: exploration, crossing, refinement, description and interpretation. The research prioritized articles published in the journals indexed in psychology, conceptualized in A1 and A2, according to the Qualis Capes 2013 evaluation. It was selected: Paidéia, Psicologia: Reflexão e Crítica, Psicologia: Teoria e Pesquisa, Arquivos Brasileiros de Psicologia, Estudos de Psicologia, Psicologia: Ciência e Profissão, Psicologia em Estudo, Psicologia e Sociedade, Psicologia: Teoria e Prática, Psicologia USP, Psico – PUCRS e Interação em Psicologia. We used the descriptors infancy, childhood, infantile, infantile for all the years available in each periodical. It was identified the presence of the discussion about the concept of childhood in the articles, from the presence of the term childhood in the title, which resulted in 74 articles for qualitative analysis. It was identified the presence of the discussion about the concept of childhood in the articles, from the presence of the term childhood in the title, which resulted in 74 articles for qualitative analysis. The journal "Psicologia e Sociedade" and the year 2013 were quantitatively highlighted. The results of the qualitative analysis indicate that: the majority of the works deal with childhood in the perspective of development, predominantly the area of psychological evaluation; Another part of the work deals with childhood as a social-historical construct, with a predominance of the historical contextualisation of the forms of social intervention aimed at childhood, represented by the development of the legal apparatus and the specific public policies of assistance for childhood, presenting themselves as important parameters for Thinking about childhood; The hygienist-eugenic period presents great importance for the visibility of Brazilian childhood; The ECA presents itself as a milestone in the historical change of the concept of childhood in Brazil; Historically, psychology participates significantly in the production of the concept of childhood, but, in a decontextualized way, generating several criticisms; The media and consumption transformed the ways of living childhood in the contemporary, becoming important parameters of analysis of childhood; Although some authors point out the need to make the children's voice visible in the research, most of the studies analyzed do not use research directly with children. It is considered that the study presents a contribution to a critical reflection on the theoretical and methodological bases of psychology used in academic research on childhood. In addition, the historical contextualization of the concept of childhood in Brazil provides grounds for thinking about public policies for children in Brazil.
Keywords: Infância - Conceito
Produção de conceito
Metassíntese
Artigos científicos – Psicologia
Vygotsky, L. S., 1896-1934
Childhood - Concept
Concept production
Metassynthesis
Scientific articles - Psychology
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: CANUTO, Lívia Teixeira. O conceito de infância em artigos brasileiros de psicologia. 2017. 200 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/2125
Issue Date: 20-Feb-2017
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O Conceito de infância em artigos brasileiros de psicologia.pdf2,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.