Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1794
Tipo: Dissertação
Título: Produção de biofilme e perfil de sensibilidade aos desinfetantes de sthaphylococcus coagulase positiva causadores de mastite subclinica em vacas
Título(s) alternativo(s): Biofilme production and sensitivity profile to sthaphylococcus positive coagulase disinfectants causers of subliclinic mastitis in cows
Autor(es): Peixoto, Aila Fabiane
Primeiro Orientador: Medeiros, Elizabeth Sampaio de
Primeiro Coorientador: Pinheiro Junior, José Wilton
Primeiro Membro da Banca: Froehlich, Angela
Segundo Membro da Banca: Silva, Karla Patrícia Chaves da
Resumo: Objetivou-se com este estudo avaliar a capacidade de Sthaphylococcus Coagulase Positiva (SCP), isolados de amostras de leite em casos de mastite subclínica bovina da Bacia Leiteira do Estado de Alagoas, produzirem biofilmes e sua sensibilidade aos agentes desinfetantes utilizados no pré e pós dipping. Foram selecionadas 10 propriedades situadas em municípios da bacia leiteira do Estado de Alagoas, que forneciam leite para laticínio sob inspeção federal. Foi realizado o teste CMT em 1155 vacas e coletadas as amostras CMT positivo a partir de 2+, totalizando 891 amostras que foram submetidas ao exame microbiológico para isolamento e identificação de SCP, totalizando 148 isolados. A capacidade de produção de biofilmes foi determinada pelo teste de aderência em microplacas. Para avaliar a ação “in vitro” dos desinfetantes utilizados no pré e pós dipping foram utilizados os seguintes princípios ativos: ácido láctico (2%), alantoína (0,05%), iodo (0,5%), clorexidine (2,0%), cloro (2,5%), nos tempos de 15”, 30” e 60”. O teste de aderência em microplacas demonstrou que 91,2% (135/148) dos isolados de SCP foram capazes de formar biofilme; destas, 22,2%, 29,6% e 48,2% apresentaram-se como fortes, moderadas e fracas produtoras, respectivamente. O perfil de sensibilidade dos isolados frente à clorexidine foi de 83,78%. Quanto ao iodo, observou-se 66,22% de sensibilidade. Para a alantoína, os isolados apresentaram sensibilidade de 37,74%. Ao ácido láctico, 22,3% das amostras foram sensíveis, e ao cloro, observou-se que 17,57% dos isolados foram sensíveis. A maioria dos isolados foi capaz de produzir biofilmes, habilidade esta associada ao potencial dos microrganismos causarem infecções persistentes e de difícil tratamento. A melhor atividade desinfetante “in vitro” foi observada para clorexidine e iodo e ressalta-se a importância da avaliação periódica da eficácia dos desinfetantes utilizados nas propriedades leiteiras da região estudada.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the ability of Sthaphylococcus Coagulase Positive (SCP), isolated from milk samples in cases of bovine subclinical mastitis in the Leiteira Basin of the State of Alagoas, to produce biofilms and their sensitivity to disinfectants used in pre and post dipping . We selected 10 properties located in municipalities of the state of Alagoas, which supplied dairy milk under federal inspection. The CMT test was performed in 1150 cows and CMT positive samples were collected from 2+, totaling 891 samples that were submitted to microbiological examination for isolation and identification of SCP, totaling 148 isolates. The biofilm production capacity was determined by the microplate adhesion test. To evaluate the in vitro action of the disinfectants used in pre and post dipping the following active principles were used: lactic acid (2%), allantoin (0.05%), iodine (0.5%), chlorhexidine 0%), chlorine (2.5%), at the times of 15 ", 30" and 60 ". The adhesion test on microplates showed that 91.2% (135/148) of SCP isolates were able to form biofilm; Of these, 22.2%, 29.6% and 48.2% presented as strong, moderate and weak producers, respectively. The sensitivity profile of the isolates against chlorhexidine was 83.78%. As for iodine, we observed 66.22% sensitivity. For allantoin, the isolates had a sensitivity of 37.74%. For lactic acid, 22.3% of the samples were sensitive, and for chlorine, it was observed that 17.57% of the isolates were sensitive. Most isolates were able to produce biofilms, an ability associated with the potential of microorganisms to cause persistent and difficult to treat infections. The best in vitro disinfectant activity was observed for chlorhexidine and iodine and the importance of the periodic evaluation of the efficacy of the disinfectants used in the dairy properties of the studied region is emphasized.
Palavras-chave: Adesão bacteriana
Biofilme
Desinfetante
Pós-dipping
Mastite – Bovino
Staphylococcus
Bacterial adhesion
Alagoas
Disinfectants
Dipping powders
Mastitis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Citação: PEIXOTO, Aila Fabiane. Produção de biofilme e perfil de sensibilidade aos desinfetantes de sthaphylococcus coagulase positiva causadores de mastite subclinica em vacas. 2017 51 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós Graduação em Zootecnia, Universidade Federal de Alagoas, Rio Largo, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1794
Data do documento: 3-Mar-2017
Aparece nas coleções:CECA - Centro de Ciências Agrárias



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.