Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1669
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O padrasto na família recasada: uma análise da produção acadêmica brasileira
Other Titles: The stepfather in the family remarried: an analysis of brazilian academic production
metadata.dc.creator: Rocha, Adriana Pitta Ramos
metadata.dc.contributor.advisor1: Leitão, Heliane de Almeida Lins
metadata.dc.contributor.referee1: Stadtler, Hulda helena Coraciara
metadata.dc.contributor.referee2: Oliveira, Adélia Augusta Souto de
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa teve como objetivo conhecer e analisar a produção acadêmica brasileira sobre o padrasto na família recasada. Objetivou, ainda, realizar levantamento bibliográfico de estudos sobre o padrasto, identificar as áreas de conhecimento vinculadas às pesquisas, identificar os aportes teóricos adotados nas pesquisas em Psicologia e discutir como a produção acadêmica em Psicologia vem abordando as concepções de padrasto nas famílias recasadas. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre o tema a partir de busca em cinco bases de dados, incluindo periódicos, dissertações e teses: Scielo Brasil, Index Psi RevistasTécnico- Científicas (Biblioteca Virtual em Saúde - Psicologia), Index Psi Teses (Biblioteca Virtual em Saúde - Psicologia), Banco de Teses da CAPES e Portal da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Foram utilizados os seguintes descritores: padrasto(s), recasamento(s), recasado(s), família(s) recasada(s), família(s) reconstituída(s) e família(s) recomposta(s). Foram alvos da pesquisa artigos, teses e dissertações produzidos no Brasil e publicados até 2013, tendo sido encontrados 421 trabalhos. A partir dos resumos dos trabalhos foi realizada leitura de reconhecimento e análise preliminar para eliminar repetições geradas pelos múltiplos descritores e bases de dados, resultando um total de 68 publicações, as quais foram agrupadas em função das áreas de conhecimento às quais estão vinculadas. A maioria das publicações (79,4%) está vinculada à área da Psicologia, perfazendo um total de 54 trabalhos, publicados principalmente a partir do ano 2000. Dos trabalhos da Psicologia, 45 foram lidos integralmente e submetidos à análise de conteúdo, enquanto 9 foram excluídos da análise qualitativa porque não estavam disponíveis na íntegra. Os aportes teóricos mais encontrados foram Teoria Sistêmica e Psicanálise, seguidos da perspectiva interdisciplinar nos estudos de família, Psicologia do Desenvolvimento Humano e da Família. Foram elencadas 8 categorias de análise: a diversidade de termos; a família nuclear e a figura paterna como referências; o padrasto e as funções paternas tradicionais; a nova conjugalidade materna como porta de entrada para o padrasto; o vínculo afetivo entre padrasto e enteados; a contribuição do padrasto à família; padrasto e violência sexual; o padrasto e a clínica do recasamento. Apesar da diversidade de nomenclaturas encontradas, o termo padrasto é o mais utilizado por pesquisadores e famílias. Ao se examinar o lugar do padrasto há uma tendência de se ter como referência o pai da família nuclear tradicional, a qual aparece nas expectativas das famílias, pesquisadores e terapeutas de família. O lugar de autoridade por vezes assumido pelo padrasto é construído de forma particular em cada família, estando frequentemente associado à sua função de provedor financeiro. A entrada do padrasto na família se dá através do seu casamento com a mãe, havendo frequentemente a expectativa de que o afeto do marido se estenda aos filhos e seja correspondido, o que nem sempre acontece. Vários estudos sugerem que o padrasto pode dar uma grande contribuição à vida familiar assumindo um lugar parental próprio, ao lado da mãe e do pai biológico dos seus enteados. Embora o padrasto apareça associado a casos de abuso sexual contra seus enteados, fato que gera expectativas negativas em relação às famílias recasadas, os estudos destacam a importância de se examinar o contexto mais amplo e complexo de violência sexual intrafamiliar. Os terapeutas de família se deparam com os novos contextos familiares, apoiando-se ora no modelo de família nuclear tradicional ora nas novas concepções de família emergentes
Abstract: The objective of this research was toget informed about and to analyze Brazilian academic production about the stepfather in remarried family. It was also aimed to make a bibliographical survey of studies about stepfather, identify the areas of knowledge related to these research, identify the theoretical grounds adopted in Psychology research and to discuss how these productions approach the stepfather's conceptions in remarried families. The study was developed based on five databased research sites about the theme, including journals, thesis and dissertations: ScieloBrasil, Index Psi RevistasTécnico-Científicas, Index Psi Teses (Virtual Library in Health - Psychology), CAPES Thesis database and Portal da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia(IBICT). The following descriptors were informed: stepfather(s), remarriage,(s), remarried(s), Family(ies), remarried Family(ies), reconstructed family(ies), recomposed Family(ies). It was the target of this research 421 studies, including articles, dissertations and thesis produced in Brazil and published until 2013. By reading and making a preliminary analysis of the abstracts of these studies, it was possible to eliminate repetitions created by multiple descriptions and databases, resulting 68 publications, which have been grouped according to the areas of knowledge, related to the theme. Most of the publications (79,4\%) are related to Psychology, fifty-four studies. They have been mainly published starting from 2000. Then, they have been fully read, content analyzed and nine were excluded because they were not fully available. The theoretical approaches that have been found were Systemic Theory and Psychoanalysis, followed by interdisciplinary perspective in family studies, Human and Family development. Eight categories of analysis were displayed: term diversity, nuclear family and father figure as references, stepfather and the traditional fatherhood functions, mother's new marriage as the stepfather inclusion, the affective ties between stepfather and stepsons and stepdaughters, stepfather's contribution to the family, stepfather and sexual violence, stepfather and remarriage advisement.Although a variety of names, most researchers and families use the term stepfather. By examining the stepfather's place, there is a tendency of having as a reference the traditional nuclear family, which appears in families, researchers, therapists' expectations. The stepfather's role of authority is constructed in aparticular way in each family, being regularly assumed to be the one who provides financial support to the family. Although the affection of the stepfather towards the mother are given to the children, this does not always happens. Several studies suggest that the stepfather can give a great contribution to the familiar life, assuming a proper parenthood place, beside the children's biological mother and father. Although the stepfather is associated to sexual abuse, which generates negative expectations in relation to remarried families, studies point out the importance of examininga broader and complex context of intrafamiliar sexual violence. Family therapists find new contexts of family, based either in traditional nuclear family or in new conceptions of emerging families.
Keywords: Padrasto
Família - Recasados
Produção acadêmica
Artigos científicos - Psicologia
Stepfather
Remarried family
Academic production
Psychology.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: ROCHA, Adriana Pitta Ramos. O padrasto na família recasada: uma análise da produção acadêmica brasileira. 2015. 76 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1669
Issue Date: 26-Jun-2015
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O padrasto na família recasada uma análise da produção acadêmica brasileira.pdf1,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.