Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1300
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Habitar a beira-rio: narrativas sobre uma cartografia da vida ribeirinha a partir de Penedo, AL.
Other Titles: Living in the riverside: cartographic narratives about the riverine life in Penedo, Alagoas.
metadata.dc.creator: Cerqueira, Louise Maria Martins
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Maria Angélica da
metadata.dc.contributor.referee1: Britto, Fabiana Dultra
metadata.dc.contributor.referee2: Dias, Juliana Michaello Macedo
metadata.dc.contributor.referee3: Araújo, Lindemberg Medeiros de
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho versa sobre experiências de habitar ribeirinho coletadas no Baixo São Francisco, região atualmente muito fragilizada pelas mudanças no comportamento do rio ocorridas nas últimas décadas. Buscou-se as histórias do cotidiano através da fala desses habitantes, em sua maioria pescadores e mestres de embarcações, mas também observá-los na sua vivência. No que tange aos espaços edificados, uma atenção especial foi dada aos estaleiros, autoconstruções nas margens do rio, que servem de apoio para as atividades ali desenvolvidas. O procedimento da deriva, bem como a produção de diário de bordo e objetos conceituais, se apresentaram como as ferramentas metodológias passíveis de captar e traduzir a atmosfera do lugar, auxiliando na sintonização com um universo tão distinto do acadêmico, ao passo em que também influenciaram a forma como a dissertação foi construída. Assim, uma narrativa sobre o ambiente ribeirinho foi guiada pelo embate da história oral com o olhar e interpretação da pesquisadora, desenvolvida a partir de elementos recortados da paisagem cotidiana dos trabalhadores do rio, e posteriormente explorada através de reflexões cartográficas. Elas foram marcadas por uma desconstrução do mapa tradicional, na qual os conceitos de rizoma, espaço liso e estriado foram chave. Em tempos em que a discussão do patrimônio imaterial ganha relevo, a vivência com os ribeirinhos permitiu ampliar noções concernentes ao âmbito da arquitetura, descortinando outras formas de construir e apropriar o “espaço habitado”. Esta categoria foi a que melhor se adequou para abordar esse universo maleável, mutável e nem sempre aferido com marcos tangíveis e fixos, que é o do cotidiano ribeirinho. O trabalho se conclui com a construção de um mapa que busca deslizar para um outro suporte o que a narrativa da dissertação apresentou.
Abstract: This study investigates the experiences of the inhabitants of the lower region of the São Francisco River Basin, which has been badly affected by changes in the behaviour of the river in recent decades. An attempt was made to find out about the daily lives of these people who are mostly fishermen and masters of vernacular boats, by having conversations with them and observing their everyday lives. With regard to the construction sites, special attention was given to the dockyards which are makeshift buildings on the waterfront and designed to support the activities carried out there. The theory of drift, as well as the production of a log book and conceptual objects, served as methodological tools that could be applied to convey and interpret the atmosphere of the place. This made it possible to adapt to a scene that was so different from the academic world, while at the same time, influencing the way that the dissertation was undertaken. Thus, a narrative about the riverside environment was guided by a confrontation between oral history and the observations and interpretation made by the researcher of the features outlined in the familiar landscape of the workers on the river bank and subsequently explored through cartographic reflections. The study was supplemented by a desconstruction of the traditional map in the concept of the rhizome, where smooth and striated spaces were key features. In a time when a good deal of discussion has centred on the intangible heritage, experience of the riverside activities has made it possible to broaden our ideas about the sphere of architecture so that other ways of building and appropriating habitable space can be disclosed. The adoption of this category was the means best suited to approach this malleable world which is changeable and does not always allow a survey of the daily life of the riverside to be carried out with tangible and fixed items. The study concludes with the design of a map that seeks to add a further support to what is provided by the narrative of the dissertation.
Keywords: Espaço habitado ribeirinho
Rio São Francisco
Patrimônio imaterial
Cartografia do sensível
História oral
Intangible heritage
Riverine space
Sensitive cartography
Oral history
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Citation: CERQUEIRA, Louise Maria Martins. Habitar a beira-rio: narrativas sobre uma cartografia da vida ribeirinha a partir de Penedo, AL. 2015. 167 f. Dissertação (Mestrado em Dinâmicas do Espaço Habitado) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1300
Issue Date: 13-May-2015
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FAU

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Habitar a beira rio narrativas sobre uma cartografia da vida ribeirinha....pdf35.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.