Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1256
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Processo de transexualização: uma análise inter e intrageracional de histórias de vida
Other Titles: Process of transexuality: a generational analysis of life stories
metadata.dc.creator: Silva, Alexsander Lima da
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Adélia Augusta Souto de
metadata.dc.contributor.referee1: Leitão, Heliane de Almeida Lins
metadata.dc.contributor.referee2: Prado, Marco Aurélio Máximo
metadata.dc.description.resumo: Dissertação que objetiva compreender o processo de transexualização, identificando a produção histórica de seus significados e a experiência vivida de seus sentidos. Utiliza o referencial teórico e metodológico qualitativo da Psicologia Sócio-histórica. Para tanto, realiza um percurso histórico sobre os termos utilizados para descrever o fenômeno, buscando sua significação e manutenção histórica; uma produção de seis histórias de vida geracionais, a partir de entrevistas narrativas presenciais e on-line a fim de identificar os sentidos e rupturas experienciados neste processo de significação. Participaram seis sujeitos representativos - três transexuais masculinos e três transexuais femininos, sendo dois representantes de cada geração – mais nova, do meio e mais velha. Realiza uma análise de conteúdo das informações, do tipo inter e intrageracional. As narrativas permitiram contar as histórias de vida de Bridget, Joana, Gisele, Sansão, Zé e Artur, identificando as seguintes categorias temáticas: brincadeiras de criança, autoidentificação, aparência de menino e de menina, transformações corporais, mudança de prenome, definição de papéis do outro na relação, família e participação política. Os resultados evidenciam que os aspectos fossilizados no processo de significação: as lembranças de brincadeiras de crianças foram marcadas como o momento de início do período de questionamentos sobre si mesmos/as; autoidentificação com denominações de homossexual seguida de transexual; mudança do prenome como importante fator de afirmação autoidentitária e repressão familiar. A transformação corporal, a aparência e a definição do papel do outro na relação parece atender aos padrões heteronormativos, sendo um elemento importante no processo de significação, embora convivam dois importantes sentidos que indicam ruptura nesse processo: a transexualidade como reivindicação identitária sem a necessidade de transgenitalização e de comportamentos padronizados e a multiplicidade de experiências sexuais. Outros indícios de ruptura nesse processo são os sentidos experienciados e narrados: aceitação por parte dos familiares na representante da geração mais nova e vivência sexual de múltiplas formas no representante da geração mais nova; aceitação de si mesma da representante da geração mais nova como mulher, desde sempre. Esta é considerada e se considera mulher com “erro na genitália”. E a aceitação de si mesmo do representante da geração mais nova como transexual bissexual, que pode experimentar uma diversidade de relações sexuais. A participação política se apresenta como uma importante atividade desenvolvida por três dos representantes, dois transexuais - geração do meio e mais nova - e, uma transexual - geração do meio - indicando ser necessária na defesa de direitos, ao mesmo tempo em que evidencia o conflito entre "dar visibilidade e exigir direitos" e "ter anonimato e fugir do preconceito". Preconceito que se sedimenta com os aspectos fossilizados de termos e concepções psiquiátricas, mantidas historicamente. Estudos psicossociais, no entanto, evidenciam a identidade como algo em movimento, co-produzida no contexto sócio-histórico. O processo de transexualização se apresenta de forma unânime nas narrativas: transformar-se para ser aceita/o socialmente e evitar o sofrimento gerado por um corpo que não se habita.
Abstract: Dissertation which aims to understand the process of transexuality, identifying the historical production of its meanings and experience of its senses. Theory and qualitative methodology of Socio-historical Psychology are utilized. Thus, the historical path of the terms which describe the phenomenon is followed, as its historical significance and maintenance is sought; a production of six generational life stories, both in person and online narrative interviews aiming to identify the meanings and ruptures experienced in this process of signification. Six representative subjects participated - three transsexual men and three transexual women, two representatives of each generation: young, middle and older. An analysis of the information content, inter and intragerational is performed. The narratives allowed telling the life stories of Bridget, Joan, Gisele, Sansão, Zé and Artur, identifying the following thematic categories: children's games, self-identification, appearance boy and girl, body changes, change of first name, definition of roles of others in the relationship, family and political participation. The results show the following fossilized aspects in the process of signification: the memories of children's games were marked as the moment of beginning of self questioning; self-identification with names followed by homosexual transsexual, the first name change as an important factor self identity repression of affirmation and family. The body transformation, the appearance and the definition of the role of others in relationships appears to meet heteronormative standards, being an important element in the process of signification, although two important meanings that indicate disruption in this process coexist: transexuality as an identity claim without the need for reassignment and standardized behaviors or number of sexual experiences. The following experienced and narrated meanings are also signs of a rupture in this process: acceptance by the family representative of a younger generation and experiences of multiple forms of sexual representative of a younger generation; self-acceptance, by a younger generation representative as a woman, since always. This subject considers herself and is considered by others a woman to whom an “error in the genitalia” occurred. The younger generation representative, on the other hand, accepts himself as a bisexual transsexual, which may lead to the experience of a multitude of sexual relationships. Political participation is presented as an important activity performed by three representatives, two transsexuals – middle generation and younger - and a transsexual - middle generation – indicated as necessary in advocacy, while highlighting the conflict between "allowing visibility and demanding rights" and "being in anonymity and escaping prejudice." Prejudice that sediments with fossilized aspects of psychiatric terms and concepts, maintained historically. Psychosocial studies, however, reveal the identity as something in motion, co-produced in the socio-historical context. The process of transexuality presents itself unanimous in narratives: become to be accepted / socially and avoid the suffering caused by a body that does not dwell.
Keywords: Transexualização
História de vida
Psicologia sócio-histórica
Intergeracionalidade
Intrageracionalidade
Transexuality
Life history
Psychology socio-historical
Intergenerational
Intragenerational
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: SILVA, Alexsander Lima da. Processo de transexualização: uma análise inter e intrageracional de histórias de vida. 2013. 122 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1256
Issue Date: 18-Feb-2013
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IP



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.