00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) EENF - ESCOLA DE ENFERMAGEM TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO - EENF Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - ENFERMAGEM - EENF
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/6315
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Repercussão da violência doméstica e familiar relacionada à gestação em mulheres quilombolas
Título(s) alternativo(s): Repercussion of pregnancy-related domestic and family violence in quilombola women
Autor(es): Melo, Natália Colatino Veiga
Primeiro Orientador: Silva, Jovânia Marques de Oliveira e
metadata.dc.contributor.referee1: Comassetto, Isabel
metadata.dc.contributor.referee2: Rodrigues, Patrícia Maria da Silva
Resumo: Introdução: A violência contra a mulher vem em processo de crescimento e está amplamente disseminada por todo o mundo, representando um grave problema de saúde pública. Objetivo: Conhecer a repercussão da violência doméstica e familiar relacionada à gestação, em mulheres quilombolas. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa. Tem como participantes cinco mulheres pertencentes à Comunidade Remanescente Quilombola do Muquém com idade entre 18 a 30 anos e que já vivenciaram a violência doméstica e familiar relacionada à gestação. Os dados foram coletados entre junho a agosto de 2019, através de questionário semiestruturado contendo perguntas norteadoras. As entrevistas foram registradas em gravador de voz, transcritas na íntegra e lidas minuciosamente. Pesquisa aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFAL, com nº de parecer 3.345.167. Resultados: As participantes foram caracterizadas permitindo a identificação dos fatores de risco associados à ocorrência da violência relacionada à gestação. A partir do conteúdo das entrevistas foram levantadas três categorias temáticas. O tipo de violência relacionado à gestação mais citado pelas participantes foi a violência psicológica, seguida da física, e com menor número de casos, a moral. Além de um caso de violência sexual que teve como consequência uma gestação indesejada. Dentre as complicações para a gravidez como consequência do ato da violência, foram citadas: sangramento vaginal, dor pélvica, parto prematuro, baixa autoestima e sintomas depressivos. Fatores como a dependência financeira e o medo de realizar a denúncia por ameaça do agressor, destacaram-se como determinantes para a permanência das mulheres na relação de violência. Conclusão: A presença de fatores de risco que englobam o cotidiano das mulheres quilombolas, acrescidos de outros elementos, favorece a ocorrência da violência doméstica e familiar relacionada à gestação, repercutindo negativamente e diretamente na saúde materno-infantil, apresentando consequências tanto físicas como psicológicas para o binômio mãe-filho.
Abstract: Introduction: Violence against women is growing and is widespread worldwide, representing a serious public health problem. Objective: To know the repercussion of pregnancy-related domestic and family violence in quilombola women. Method: Descriptive study of qualitative approach. The participants are five women belonging to the Quilombola do Muquém Remnant Community, aged between 18 and 30 years old, who have already experienced domestic and family violence related to pregnancy. Data were collected from June to August 2019 through a semi-structured questionnaire containing guiding questions. Interviews were recorded on a voice recorder, fully transcribed and thoroughly read. Research approved by the Research Ethics Committee of UFAL, Opinion No. 3.345.167. Results: Participants were characterized allowing the identification of risk factors associated with the occurrence of pregnancy-related violence. From the content of the interviews three thematic categories were raised. The type of pregnancy-related violence most cited by participants was psychological violence, followed by physical violence, and with fewer cases, moral violence. In addition to a case of sexual violence that resulted in an unwanted pregnancy. Complications for pregnancy as a consequence of the act of violence included vaginal bleeding, pelvic pain, premature birth, low self-esteem, and depressive symptoms. Factors such as financial dependence and the fear of reporting the threat of the aggressor stood out as determinants for the permanence of women in the relationship of violence. Conclusion: The presence of risk factors that encompass the daily lives of quilombola women, plus other elements, favors the occurrence of domestic and family violence related to pregnancy, having a negative and direct impact on maternal and child health, presenting both physical and psychological consequences for the binomial. mother son.
Palavras-chave: Gravidez
Grupo com ancestrais do continente africano
Violência doméstica
Enfermagem
Violência contra a mulher
Violência étnica
Pregnancy
African Continental Ancestry Group
Domestic violence
Nursing
Violence against women
Ethnic Violence
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM OBSTETRICA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.department: Curso de Enfermagem
Citação: MELO, Natália Colatino Veiga. Repercussão da violência doméstica e familiar relacionada à gestação em mulheres quilombolas. 2019. 49 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Escola de Enfermagem, Curso de Enfermagem, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/6315
Data do documento: 22-out-2019
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - ENFERMAGEM - EENF

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Repercussão da violência doméstica e familiar relacionada à gestação em mulheres quilombolas.pdf1.21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.