00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) FANUT - FACULDADE DE NUTRIÇÃO Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FANUT
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/3008
Tipo: Dissertação
Título: Terapia antioxidante oral para prevenção e tratamento da pré-eclâmpsia: metanálise de ensaios clínicos aleatórios
Título(s) alternativo(s): Oral antioxidant therapy for prevention and treatment of preeclampsia: meta-analysis of randomized controlled trials
Autor(es): Tenório, Marilene Brandão
Primeiro Orientador: Oliveira, Alane Cabral Menezes de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Bueno, Nassib Bezerra
metadata.dc.contributor.referee1: Moura, Fabiana Andréa
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Juliana Célia Farias
Resumo: As síndromes hipertensivas que acometem as gestantes acarretam elevados índices de morbidade e mortalidade, tanto materna quanto fetal. Dentre elas, destaca-se a pré-eclâmpsia (PE), conhecida como a doença das teorias, é clinicamente caracterizada por pressão arterial sistólica ≥ 140mmHg ou pressão arterial diastólica ≥ 90mmHg associada à proteinúria (>300mg/24horas), após a 20ª semana de gestação. Apesar de sua etiologia ainda não ter sido bem estabelecida, sabe-se que a fisiopatologia da doença é fortemente influenciada pela placenta, onde no processo inicial da gestação ocorrem alterações de placentação, associadas a um aumento do estresse oxidativo placentário. Ocorre ainda um processo inflamatório generalizado, bem como a presença de dano endotelial vascular progressivo, levando assim a disfunção deste órgão. Assim, estes processos podem acarretar desfechos adversos à gestação, como restrição do crescimento intrauterino, ruptura placentária, parto prematuro, recém-nascidos pequenos para idade gestacional, morte fetal, entre outras. Por outro lado, não há consenso na literatura sobre as melhores estratégias de prevenção e tratamento da doença, especialmente voltadas para a nutrição. Entretanto, a suplementação com antioxidantes vem sendo utilizada sem confirmação, visando minimizar os danos causados pelo estresse oxidativo presente na fisiopatologia. Diante do exposto, este trabalho tem como objetivo determinar se as terapias antioxidantes orais, de vários tipos e doses, são capazes de prevenir ou tratar mulheres com PE e os desfechos adversos associados. Além disso, estes achados podem auxiliar condutas clínicas e nutricionais, assim como, fornecer subsídios para a formulação de estratégias clínicas nesse âmbito, e consequentemente, melhorar a saúde materno- fetal em curto e longo prazo.
Abstract: Hypertensive syndromes that affect pregnant women entail high rates of morbidity and mortality, both maternal and fetal. Among them, preeclampsia (PE), known as the theories disease, is clinically characterized by systolic blood pressure ≥140 mmHg or diastolic blood pressure ≥90 mmHg associated with proteinuria (> 300 mg / 24 hours), after the 20th week gestation. Although its etiology has not yet been well established, it is known that the pathophysiology of the disease is strongly influenced by the placenta, where placentation changes associated with an increase in placental oxidative stress occur in the initial gestation process. There is also a generalized inflammatory process, as well as the presence of progressive vascular endothelial damage, leading to this organ dysfunction. Thus, these processes can lead to adverse pregnancy outcomes such as intrauterine growth restriction, placental rupture, preterm delivery, small newborns for gestational age, fetal death, among others. On the other hand, there is no consensus in the literature on the best strategies for prevention and treatment of the disease, especially for nutrition. However, supplementation with antioxidants has been considered in order to minimize the damage caused by oxidative stress present in pathophysiology. In view of the above, this study aims to determine if oral antioxidant therapies, of various types and doses, are able to prevent or treat women with PE and the associated adverse outcomes. In addition, these findings may help clinical and nutritional behaviors, as well as provide subsidies for the formulation of health policies in this scope, and consequently, improve maternal and fetal health in the short and long term.
Palavras-chave: Gestante de risco
Pré-eclâmpsia
Antioxidante
Estresse oxidativo
Pregnant women
Hypertension
antioxidants
cytokines
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Nutrição
Citação: TENÓRIO, Marilene Brandão. Terapia antioxidante oral para prevenção e tratamento da pré-eclâmpsia: metanálise de ensaios clínicos aleatórios. 2018. 129 f. Dissertação (Mestrado em Nutrição) – Faculdade de Nutrição, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3008
Data do documento: 13-mar-2018
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FANUT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Terapia antioxidante oral para prevenção e tratamento da pré-eclâmpsia_ metanálise de ensaios clínicos aleatórios.pdfTerapia antioxidante oral para prevenção e tratamento da pré-eclâmpsia: metanálise de ensaios clínicos aleatórios2.21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.