00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) FALE - FACULDADE DE LETRAS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) - GRADUAÇÃO - FALE Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - LETRAS (PORTUGUÊS) - FALE
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/8388
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisor1Lima, Rita de Cássia Souto Maior Siqueira-
dc.contributor.advisor1ID1312070903160476pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1312070903160476pt_BR
dc.contributor.advisor-co1Borges, Lorena Araújo de Oliveira-
dc.contributor.advisor-co1ID6807925284266201pt_BR
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6807925284266201pt_BR
dc.contributor.referee1Oliveira, Fabiana Pincho de-
dc.contributor.referee1ID5480057780463997pt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5480057780463997pt_BR
dc.contributor.referee2Massmann, Débora Raquel Hettwer-
dc.contributor.referee2ID1326731305679142pt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1326731305679142pt_BR
dc.creatorCosta, José Claudenelton-
dc.date.accessioned2022-01-31T22:23:55Z-
dc.date.available2022-01-07-
dc.date.available2022-01-31T22:23:55Z-
dc.date.issued2021-07-31-
dc.identifier.citationCOSTA, José Claudenelton. Práticas de re/escrita de textos no ensino de língua portuguesa: intervenções com bilhetes no processo de re/significação dos discursos sobre bullying. 2022. 26 f. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Letras – Português) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/8388-
dc.description.abstractThis research aims to reflect on the practices of writing and rewriting argumentative texts from interventions on the understanding of bullying at school in an intervention project. We also know that it is common to observe at school a lack of opportunities to use the language in a contextualized perspective on the part of students, with regard to a situated and significant student performance. We emphasize that it is necessary to think about teaching a situated language (LIMA E SOUTO MAIOR, 2017; SOUTO MAIOR, 2018) as a place for the constitution of social relations (BAKHTIN, 2003), in which students become active subjects in society. In this work, we present language as an object of analysis in interpretative research in Applied Linguistics (MOITA LOPES, 2006), analyzing, in this case, the discourses about bullying in the school environment. The fieldwork, in direct contact with the environment and the situation being investigated, inscribes our work in a qualitative approach (LÜDKE AND ANDRÉ, 1986; OLIVEIRA, 2008). Within the qualitative research perspective of these authors, we analyzed the writing of one of the textual productions of a student of the 9th- grade afternoon class from a municipal school in the metropolitan region of Maceió/AL, and the guidelines given through the teacher's notes and the methodology behind this reseach. For this, we observe the argumentative and discursive construction of the analyzed text and the processes and the responsibility for speaking, given the theme addressed (BAKHTIN, 1997).pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Alagoaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCurso de Letras(Português)pt_BR
dc.publisher.initialsUFALpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEnsino de línguapt_BR
dc.subjectEscritapt_BR
dc.subjectBullyingpt_BR
dc.subjectLanguage teachingpt_BR
dc.subjectWritingpt_BR
dc.subjectBullyingpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTESpt_BR
dc.titlePráticas de re/escrita de textos no ensino de língua portuguesa: intervenções com bilhetes no processo de re/significação dos discursos sobre bullyingpt_BR
dc.title.alternativePractices of re/writing texts in portuguese language teaching: interventions with tickets in the process of re/signifying discourses about bullyingpt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.description.resumoEste trabalho tem como objetivo refletir sobre as práticas de escrita e propostas de reescrita de textos argumentativos, a partir de intervenções sobre a compreensão do bullying na escola em um projeto de intervenção. Frisamos que se faz necessário pensarmos no ensino de uma linguagem situada (LIMA e SOUTO MAIOR, 2017; SOUTO MAIOR, 2018) como lugar de constituição das relações sociais (BAKHTIN, 2003), em que os alunos se tornam sujeitos atuantes na sociedade. Apresentamos, neste trabalho, a linguagem como objeto de análise em uma pesquisa interpretativista da Linguística Aplicada (MOITA LOPES, 2006), analisando, neste caso, os discursos sobre bullying no ambiente escolar. O trabalho de campo, em contato direto com o ambiente e com a situação que está sendo investigada, inscreve nosso trabalho em uma abordagem qualitativa (LÜDKE; ANDRÉ, 1986; OLIVEIRA, 2008). Dentro da perspectiva qualitativa de pesquisa desses autores, analisamos a escrita de uma das produções textuais de uma aluna da turma do 9° ano vespertino de uma escola municipal da região metropolitana de Maceió/AL e as orientações dadas através de bilhetes do professor e a metodologia que esse trabalho subjaz. Para isso, observamos a construção argumentativa e discursiva do texto analisado e os processos da responsabilidade pelo dizer, diante da temática abordada (BAKHTIN, 1997), numa perspectiva de ética do discurso (SOUTO MAIOR e LUZ, 2019). A partir do que foi dito, chegamos a conclusão de que a escola e o professor exercem um papel fundamental em orientar os alunos para o desenvolvimento da leitura e da escrita mais ativa e comprometida socialmente, principalmente quando as temáticas de discussão em sala de aula são direcionadas para a realidade desses alunos. Por isso, faz-se necessário um olhar situado para as atividades didático-pedagógicas que serão aplicadas.pt_BR
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - LETRAS (PORTUGUÊS) - FALE



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.