00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) EENF - ESCOLA DE ENFERMAGEM TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO - EENF Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - ENFERMAGEM - EENF
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/7931
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Perfil epidemiológico da violência contra a pessoa idosa
Autor(es): Nascimento, Daniele Duarte do
Primeiro Orientador: Souza, Elizabeth Moura Soares de
metadata.dc.contributor.referee1: Cruz, Rebeca Thomé Costa Santa
metadata.dc.contributor.referee2: Bernardo, Thaís Honório Lins
Resumo: Atualmente o Brasil vivencia mudanças estruturais em sua pirâmide etária marcada pelo acelerado envelhecimento populacional. Percebe-se que a sociedade não está acompanhando esta transição demográfica, deixando a desejar no trato com os idosos. O objetivo deste estudo foi descrever o perfil epidemiológico da violência contra as pessoas idosas no estado de Alagoas. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, retrospectivo, realizado com informações disponíveis no banco de dados do Sistema de Informação de Agravos e Notificação, no período de 2008 a 2018. A análise dos dados ocorreu através da estatística simples (frequência e percentual). Os resultados mostram que a violência foi predominante em idosos do sexo masculino, da raça parda, com um nível de escolaridade entre ensino fundamental e superior, sendo a violência física em maior número, praticada pela força corporal/espancamento, ocorrida na zona urbana e na própria residência da pessoa idosa. Espera-se que estes resultados possam nortear ações de enfermagem mais específicas para esse grupo populacional, como também evidenciar a violência ocorrida contra a pessoa idosa para que seja identificada, notificada e elaboradas estratégias de prevenção e controle.
Abstract: Currently, Brazil experiences structural changes in its age pyramid marked by accelerated population aging. It is noticed that society is not following this demographic transition, leaving something to be desired in dealing with the elderly. The aim of this study was to describe the epidemiological profile of violence against elderly people in the state of Alagoas. This is a quantitative, descriptive, retrospective study, carried out with information available in the Data Base of the Diseases and Notification Information System, from 2008 to 2018. Data analysis was performed using simple statistics (frequency and percentage) . The results show that violence was predominant in elderly males, of mixed race, with a level of education between elementary and higher education, with physical violence in greater number, practiced by physical force/beating, occurring in urban areas and in own residence of the elderly person. It is hoped that these results can guide more specific nursing actions for this population group, as well as highlighting the violence that occurred against the elderly so that it can be identified, notified and developed prevention and control strategies.
Palavras-chave: Idoso;
Violência
Enfermagem
Epidemiologia
Envelhecimento
Elderly
Violence
Nursing
Epidemiology
Aging
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.department: Curso de Enfermagem
Citação: NASCIMENTO, Daniele Duarte do. Perfil epidemiológico da violência contra a pessoa idosa. 2021. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Alagoas, 2021.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/123456789/7931
Data do documento: 29-abr-2021
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação - ENFERMAGEM - EENF

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Perfil epidemiológico da violência contra a pessoa idosa.pdf1.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.