00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) ICAT - INSTITUTO DE CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICAT
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/5552
Tipo: Dissertação
Título: Abordagem descritiva de topo de sistemas convectivos baseada em combinações de diferenças de temperatura de canais do METEOSAT-9 e modelo numérico
Autor(es): Silva Neto, Carlos Pinto da
Primeiro Orientador: Barbosa, Humberto Alves
metadata.dc.contributor.referee1: Tenório, Ricardo Sarmento
metadata.dc.contributor.referee2: Beneti, Cesar Augustus Assis
Resumo: Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM) são as maiores das tempestades convectivas e são comumente associadas a eventos severos. É de extrema importância possuir ferramentas que auxiliem a previsão e monitoramento de fenômenos dessa magnitude de forma simples e eficiente. Esse trabalho teve como objetivo desenvolver uma abordagem para monitoramento de tempestades severas utilizando imagens do satélite Meteosat-9 e produto de previsão numérica do tempo. Mais precisamente, a metodologia utiliza temperatura do canal infravermelho, diferenças entre as temperaturas do canal vapor d'água e infra vermelho (WV-IR), e temperatura do canal IR e da tropopausa provenientes do projeto NCEP/NCAR reanalysis (IR - PNT). Foi buscado evidenciar regiões de atividade convectiva intensa, o núcleo convectivo de uma tempestade, e rápida intensificação. Tal metodologia foi colocado em teste aplicando-a a 12 casos de SCMs ocorridos no sul da América do Sul no ano de 2010. Os casos foram analisados pelas características de temperatura de brilho, morfologia de evolução e tempo de vida, além de características da atmosfera observadas por radiossondagens, e comparados ao resultado da metodologia desenvolvida. A abordagem foi eficiente em destacar regiões de extrema atividade convectiva. Valores negativos da diferença de temperatura IR-PNT (< -2º) estimaram satisfatoriamente a região convectiva, sendo possível destacá-la da região estratiforme de um SCM. Tempestades que apresentaram menor temperatura de topo de nuvem, estimada pelo canal IR, em seu estágio de máxima atividade, apresentaram altos valores de diferença de temperatura WV-IR (>3º) em sua fase de iniciação. Por essa característica foi possível estimar que tais tempestades seriam de grande intensidade desde suas primeiras horas de existência. A análise individual dos parâmetros dessa metodologia não foi unânime em classificar as tempestades de acordo com intensidade. Foi, então, criada uma função combinando esses parâmetros para classificar os SCMs. Tal função aplicada a imagens do canal IR 10.8 evidenciou regiões de atividade convectiva intensa mascarando nuvens de baixo desenvolvimento vertical. A nova abordagem desenvolvida pode ser extremamente útil em centros operacionais e na pesquisa e comparação de sistemas convectivos.
Abstract: Mesoescale Convective Systems (MCS) are the largest convective storms, and due to its capacity of destruction these storms are commonly associated with severe events. It is extremely important to have tools that help forecasting and monitoring phenomena of this magnitude. This study aimed to develop an approach for monitoring severe storms using images from Meteosat-9 and product of numerical weather prediction. More specifically, the method uses the infrared channel temperature, differences between the temperatures of the water vapor channel and infrared (WV-IR) and between IR channel and the tropopause temperature provided from the NCEP project / NCAR reanalysis. Was seeking to highlight regions of intense convective activity, the convective core of a storm, and rapid intensification. This methodology was put in test by applying it to 12 cases of MCSs occurred in southern South America in 2010. The cases were analyzed by the characteristics of brightness temperature, morphology of evolution and lifetime, as well as characteristics of the atmosphere observed by radiosonde, and compared to the results of the developed methodology. The approach was effective in highlighting areas of extreme convective activity. Negative values of the temperature difference IR-PNT (<-2 º) satisfactorily estimated the convective region, being possible to detach it from the stratiform region of a MCS. Storms that showed lower cloud top temperature, estimated by IR channel at its stage of maximum activity, showed high values of temperature difference WV-IR (> 3) in its initiation phase. For this feature was possible to estimate that such storms would be of great intensity since the first hours of existence. Individual analysis of the parameters of this methodology were not unanimous in classifying storms according to intensity. Was then created a function combining these parameters to classify the MCSs. This function applied to IR 10.8 channel images highlighted regions of intense convective activity masking clouds of low vertical development. The new approach developed can be extremely useful in operational centers and in research and comparison of convective systems.
Palavras-chave: Sistemas convectivos de mesoescala
Satélite
Tempestades severas
Mesoscale Convective System
Satellite
Severe storms
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Meteorologia
Citação: SILVA NETO, Carlos Pinto da. Abordagem descritiva de topo de sistemas convectivos baseada em combinações de diferenças de temperatura de canais do METEOSAT-9 e modelo numérico. 2019. 127 f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia) – Instituto de Ciências Atmosféricas, Programa de Pós Graduação em Meteorologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5552
Data do documento: 15-abr-2014
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICAT



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.