00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) IQB - Instituto de Química e Biotecnologia Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IQB
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/1772
Tipo: Tese
Título: Efeitos do extrato etanólico da Himatanthus bracteatus e Ocotea longifolia nas fibras elásticas e túnica média da aorta de camundongos C57BL6J em um modelo de aterosclerose experimental
Título(s) alternativo(s): Effects of extract ethanolic himatanthus bracteatus and ocotea longifolia in fibers elastic robe of mice aorta average C57BL6J in experimental atherosclerosis model
Autor(es): Bispo, Rodrigo Freitas Monte
Primeiro Orientador: Pitta, Guilherme Benjamin Brandão
metadata.dc.contributor.referee1: Rodrigues, Célio Fernando de Sousa
metadata.dc.contributor.referee2: Broetto, Leonardo
metadata.dc.contributor.referee3: Corá, Luciana Aparecida
metadata.dc.contributor.referee4: Menezes, Pedro de Lemos
Resumo: A aterosclerose é responsável pelo maior índice de morbidade e mortalidade que ocorre no mundo. Esta doença ocorre inicialmente através do acúmulo de colesterol e proliferação de células musculares lisas no endotélio, que leva a sua inflamação, endurecimento e espessamento da parede das artérias. No Brasil, o Ministério da Saúde regulamentou a proposta de Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde, que incentiva a pesquisa e o desenvolvimento de medicamentos fitoterápicos a partir de plantas medicinais. A Himatanthus bracteatus pesquisas mostraram ação no ácido araquidônico em ratos e uma potente atividade analgésica e antiinflamatória e antitumoral, já a Ocotea longifolia foram encontradas evidências de atividade antimibacteriana com eficácia na inibição COX-1, COX-2. Sendo assim é relevante verificar a eficácia dos extratos etanólicos da Himatanthus bracteatus e Ocotea longifolia na espessura da túnica média e nas fibras elásticas na parte descendente da aorta de camundongos C57BL6J. Os objetivos foram verificar a espessura da túnica média e percentual de fibras elásticas da parte descendente da artéria aorta de camundongos induzidos a aterosclerose experimental. Foi um estudo experimental em animais por 42 dias. Os animais foram camundongos C57BL6J, submetidos a dieta aterosclerótica (1,25% de colesterol, 0,5% de ácido cólico e gordura de 15%).Os animais foram divididos em 7 grupos: grupo C (controle 1mL de soro fisiológico 0,9%, n=7), grupo H (hiperlipidêmico 1,25% de colesterol, 0,5% de ácido cólico e gordura de 15%, n=7), grupo HT25 (Himatanthus bracteatus 25mg/mL, n=7), grupo HT12,5 (Himatanthus bracteatus 12,5mg/mL, n=7), grupo OT25 (Ocotea longifolia 25mg/mL, n=7), grupo OT12,5 (Ocotea longifolia 12,5mg/mL, n=7) e grupo R (rosuvastatina 0,27mg/mL, n=7) total de 49 animais. As variáveis primárias foram a média da espessura da tunica média e percentual de fibras elásticas da parte descendente da aorta. Variáveis secundárias foram: colesterol total, HDL, LDL, triglicerídeos, massa corpórea, peso do coração, glicemia, expressão dos marcadores TNF-α, CD-68 e isoprostano. A análise estatística foi realizada usando como ferramenta software GraphPad Prism (versão 5.0), os dados desta análise foram expressos em média, desvio padrão e erro padrão. Para os resultados que não seguiram a distribuição normal foi utilizado o teste de KRUSKAL-WALLIS e o pós-teste DUNNS. Para comparações entre os grupos será utilizado o ANOVA one-way e o pós-teste de TUKEY para os dados que seguem a distribuição normal. Foi calculado o intervalo de confiança de 95% para cada ponto estimado. Os extratos etanólicos da Himatanthus bracteatus e Ocotea longifolia reduziram de forma significante a espessura da túnica média da parte descendente da aorta, contudo não houve diferença significante no percentual de fibras elásticas. Os extratos obtiveram redução significante dos parâmetros sanguíneos: colesterol total, LDL, triglicerídeos e através da análise imunohistoquímica do TNF-α, CD-68 e isoprostano.
Abstract: Atherosclerosis accounts for the highest illness and mortality rates throughout the world. This disease begins with the accumulation of cholesterol and the proliferation of smooth muscle cells in the endothelium, which leads to its inflammation as well as the hardening and thickening of arterial walls. The Brazilian Health Ministry issued the National Policy of Integrative and Complementary Practices in the public healthcare system, which encourages phytotherapeutic research and development based on the use of medicinal plants. Studies involving Himatanthus bracteatus have demonstrated action on arachidonic acid in rats as well as analgesic, anti-inflammatory and antimicrobial/antibacterial properties. Evidence of antimicrobial/antibacterial activity has also been found in Ocotea longifolia, with effective COX-1 and COX-2 inhibition. It is therefore important to determine the effect of alcoholic extracts of Himatanthus bracteatus and Ocotea longifolia on the thickness of the tunica media and elastic fibers in the descending portion of the aorta in C57BL6J mice. The aim of the present study was to determine the thickness of the tunica media and percentage of elastic fibers in the descending portion of the aorta of mice in which experimental atherosclerosis was induced. A 42-day experimental animal study was conducted in which C57BL6J mice were submitted to an atherosclerotic diet (1.25% cholesterol, 0.5% cholic acid and 15% fat). Forty-nine mice were divided into seven groups: C group (control –one mL of 0.9% saline solution; n = 7), H group (hyperlipidemic -1.25% cholesterol, 0.5% cholic acid and 15% fat; n = 7), HT25 group (Himatanthus bracteatus [25 mg/mL]; n = 7), HT12.5 group (Himatanthus bracteatus [12.5 mg/mL]; n = 7), OT25 group (Ocotea longifolia [25 mg/mL]; n = 7), OT12.5 (Ocotea longifolia [12.5 mg/mL]; n = 7) and R group (rosuvastatin [0.27 mg/mL]; n = 7). The primary variables were mean thickness of the tunica media and percentage of elastic fibers in the descending portion of the aorta. The secondary variables were total cholesterol, HDL, LDL, triglycerides, body mass, heart mass, blood sugar concentration and expression of the markers TNF-α, CD-68 and isoprostan. Statistical analysis was performed with the aid of the GraphPad Prism program (version 5.0). The data were expressed as mean, standard deviation and standard error. The Kruskal-Wallis test and Dunn’s post hoc test were used for data with non-normal distribution. One-way analysis of variance and Tukey’s post hoc test were used for data with normal distribution. A 95% confidence interval was calculated for each estimated point. The alcoholic extracts of Himatanthus bracteatus and Ocotea longifolia led to a significant reduction in the thickness of the tunica media of the descending portion of the aorta. However, no significant change occurred in the percentage of elastic fibers. The extracts also led to significant reductions in total cholesterol, LDL and triglycerides. Moreover, the immunohistochemical analysis revealed significant changes in the expression of TNF-α, CD-68 and isoprostane.
Palavras-chave: Aterosclerose
Camundongos
Himatanthus bracteatus
Ocotea longifolia
Fibras elásticas
Hiperplasia miointimal
Atherosclerosis
Mice
Elastic fibers
Miointimal hyperplasia
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em RENOBIO – Rede Nordeste de Biotecnologia
Citação: BISPO, Rodrigo Freitas Monte. Efeitos do extrato etanólico da Himatanthus bracteatus e Ocotea longifolia nas fibras elásticas e túnica média da aorta de camundongos C57BL6J em um modelo de aterosclerose experimental. 2016. 90 f. Tese (Doutorado na Rede Nordeste de Biotecnologia) - Instituto de Química e Biotecnologia, Programa de Pós-Graduação Rede Nordeste de Biotecnologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1772
Data do documento: 1-abr-2016
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - IQB



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.