00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) ICF - INSTITUTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICF
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/5689
Tipo: Dissertação
Título: Raquianestesia limitada: uma nova abordagem em cirurgias anorretais benignas: ensaio clínico randomizado
Título(s) alternativo(s): Limited spinal anesthesia: a new approach in benign anorrectal surgeries: randomized clinical trial
Autor(es): Santos, Rafael Peterson Soares
Primeiro Orientador: Neves, Sabrina Joany Felizardo
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira Filho, Alfredo Dias de
metadata.dc.contributor.referee2: Lins Neto, Manoel Álvaro de Freitas
Resumo: INTRODUÇÃO: Altas taxas de retenção urinária pós-operatória (Rupo) provocada por raquianestesia são o principal determinante do atraso de alta em cirurgias anorretais benignas ambulatoriais. O objetivo geral do estudo foi avaliar a eficácia e a segurança da raquianestesia limitada em cirurgias anorretais benignas ambulatoriais em comparação à sedação associada a bloqueios perineais. MÉTODOS: Trata-se de um Ensaio Clínico Randomizado, envolvendo 65 pacientes, no qualse comparou duas técnicas anestésicas para cirurgias anorretais benignas ambulatoriais: raquianestesia limitada (grupo intervenção - GI) e sedação associada a bloqueios perineais (grupo controle - GC). Limitação consistiu em intensa redução de bupivacaína intratecal. Pacientes, entrevistadores e estatístico foram cegados. O desfecho primário foi a eficácia da raquianestesia limitada avaliada a partir da necessidade de complementação e/ou conversão anestésica e da Escala Visual Analógica (EVA) de dor no período pós-operatório e especificamente à primeira evacuação. Os desfechos secundários foram: a segurança da raquianestesia limitada avaliada por meio da interferência das técnicas anestésicas empregadas na repercussão hemodinâmica, na incidência de efeitos colaterais e na interferência das anestesias na alta ambulatorial,e a satisfação do usuário. RESULTADOS: Nenhum indivíduo do GI apresentou necessidade de complementação anestésica, enquanto 24,2% do GC necessitaram (p=0,003). A incidência de dor foi baixa ao longo do tempo e semelhante nos grupos – dor maior e dor menor foram, respectivamente, até 18,8% e 25% (GI) e 6,1% e 30,3% (GC), p>0,05. No GC, as médias da pressão arterial média foram menores (p<0,05 nos tempos 5, 10, 15 e 20 minutos) e as médias da frequência cardíaca foram maiores (p<0,05 nos tempos 45, 50 e 55 minutos). A incidência de Rupo não diferiu entre os grupos – aproximadamente 3%, p = 1,181. Entretanto, foi menor em comparação com a raquianestesia encontrada na literatura; além disso não houve atraso na alta ambulatorial nem admissão hospitalar não planejada devido à anestesia. CONCLUSÃO: Raquianestesia limitada apresentou perfis anestésico e analgésico satisfatórios. Foi mais eficaz e segura que à sedação associada aos bloqueios perineais devido à menor incidência de complementação anestésica e risco hemodinâmico. Além disso, a incidência de Rupo foi menor que a da raquianestesia tradicional na literatura, sem atraso de alta ambulatorial.
Abstract: BACKGROUNG: High rates of postoperative urinary retention (POUR) caused by spinal anesthesia are the main determinant of delayed discharge in benign outpatient anorectal surgeries. The overall objective of the study was to evaluate the efficacy and safety of limited spinal anesthesia in benign outpatient anorectal surgeries compared to sedation associated with perineal blockages.METHODS: Randomized Clinical Trial involving 65 patients comparing two anesthetic techniques for benign outpatient anorectal surgeries: limited spinal anesthesia (LSA) (intervention group - IG) and sedation associated with perineal blocks (control group - CG). The limitation consisted of intense reduction of intrathecal bupivacaine. Patients, interviewers and statisticians were blinded; The primary endpoint was the efficacy of limited spinal anesthesia evaluated through the need for complementation and/or anesthesia conversion and visual analogue pain scale in the postoperative period and specifically at the first evacuation. The secondary endpoints were: the safety of limited spinal anesthesia evaluated by interfering anesthetic techniques used for hemodynamic repercussion, the incidence of side effects and interference anesthesia at outpatient discharge; and user satisfaction. RESULTS: No IG subjects needed anesthetic complementation, while 24.2% of the CG did (p = 0.003). The incidence of pain was low over time and similar in the groups - major pain and minor pain were, respectively, up to 18.8% and 25% (IG) and 6.1% and 30.3% (CG), p> 0.05. In the CG the means of mean arterial pressure (p <0.05 at 5, 10, 15, 20 minutes) were lower and the means of heart rate (p <0.05 at 45, 50, 55 minutes) were higher. The incidence of POUR did not differ between groups - approximately 3%, p = 1,181. However, it was lower compared to that of traditional spinal anesthesia found in the literature; in addition, there was neither delay in outpatient discharge nor unplanned hospital admission due to anesthesia. CONCLUSION: LSA presented satisfactory anesthetic and analgesic profiles. It was more effective and safer than sedation associated with perineal blockages due to lower incidence of anesthesia complementation and hemodynamic risk. Moreover, the incidence of POUR was lower than that of traditional spinal anesthesia in the literature, without delay in outpatient discharge.
Palavras-chave: Raquianestesia
Retenção urinária
Procedimentos cirúrgicos ambulatórios
Ânus – Reto – Doenças
Spinal anesthesia
Urinary retention
Ambulatory surgical procedures
Anorectal diseases
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Citação: SANTOS, Rafael Peterson Soares. Raquianestesia limitada: uma nova abordagem em cirurgias anorretais benignas: ensaio clínico randomizado. 2019. 71 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Escola de Enfermagem e Farmácia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/5689
Data do documento: 3-jul-2019
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICF

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Raquianestesia limitada: uma nova abordagem em cirurgias anorretais benignas: ensaio clínico randomizado.pdf
  Until 2022-08-15
1.35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.