00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) FSSO - FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FSSO
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/3816
Tipo: Dissertação
Título: O consumo na sociabilidade do capital: expressão de alienação humana?
Título(s) alternativo(s): Cosumption in the sociability of capital: expression of human alienation
Autor(es): Oliveira, Rogério Azevêdo de
Primeiro Orientador: Holanda, Maria Norma Alcântara Brandão de
metadata.dc.contributor.referee1: Costa, Gilmaisa Macedo da
metadata.dc.contributor.referee2: Bertoldo, Maria Edna de Lima
Resumo: Esta dissertação tem como objetivo central fazer uma análise acerca do consumo enquanto expressão de alienação humana. A partir das análises do real, da particularidade da relação do homem com o fenômeno do consumo nos dias atuais, buscamos revelar como a alienação, através das relações de consumo, mostra-se na vida cotidiana dos homens. Esta atividade comum na vida dos seres em geral, enquanto consumidores das matérias naturais transformadas pelo trabalho, ganha particularidade e complexidade na vida do ser social e na dinâmica da sociedade, em particular, no capitalismo. Nesse sentido, intentamos revelar e demonstrar as causas e as consequências do consumo supérfluo, exagerado e desumano no mundo contemporâneo, uma das mais atuais expressões de alienação na sociabilidade humana. Sob a regência do capital, ele traz consequências devastadoras para a vida dos homens, apropriando-se do seu tempo de vida na produção ou no consumo. Expomos o papel ideológico decisivo da publicidade quando se trata da manipulação da consciência dos homens, porquanto eles consomem cada vez mais, favorecendo a reprodução ampliada do capital. Por fim, partindo do pressuposto de que todo ato humano é um ato de prévia-ideação que tem sua origem ontológica desencadeada pelo trabalho, tentaremos demonstrar o trabalho alienado, segundo Marx, bem como a relação dialética entre a produção, a distribuição, a troca e o consumo, tendo sempre por base as relações de produção da sociedade capitalista, as quais foram determinadas no interior do processo contraditório de constituição do ser social. Temos como base teórica fundamental Marx e Lukács, assim como outros autores. Tomamos como referência as categorias do ter, da manipulação e da reificação, e sua imanente relação com o consumo. Nossa exposição apoia-se nas postulações de Lukács, que considera o consumo como uma expressão da alienação no processo de reprodução dos indivíduos e da sociedade.
Abstract: This dissertation aims to analyze consumption as an expression of human alienation. From the analyzes of the real, the particularity of the relation of man to the phenomenon of consumption in the present day, we seek to reveal how alienation, through consumption relations, is shown in the daily life of men. This common activity in the life of beings in general, as consumers of the natural materials transformed by work, gains particularity and complexity in the life of the social being and in the dynamics of society, particularly in capitalism. In this sense, we try to reveal and demonstrate the causes and consequences of superfluous, exaggerated and inhuman consumption in the contemporary world, one of the most present expressions of alienation in human sociability. Under the rule of capital, it brings devastating consequences to the lives of men, appropriating their lifetime in production or consumption. We expose the decisive ideological role of advertising when it comes to the manipulation of the conscience of men, as they consume more and more, favoring the expanded reproduction of capital. Finally, starting from the assumption that every human act is an act of prior-ideation that has its ontological origin unleashed by labor, we will attempt to demonstrate the alienated work, according to Marx, as well as the dialectical relation between production, distribution, exchange and consumption, always based on the relations of production of capitalist society, which were determined within the contradictory process of constitution of the social being. We have as fundamental theoretical basis Marx and Lukács, as well as other authors. We take as reference the categories of ter, manipulation and reification, and their immanent relationship with consumption. Our exposition is based on Lukács's postulates, which considers consumption as na expression of alienation in the process of reproduction of individuals and society.
Palavras-chave: Capitalismo
Consumismo
Alienação (Psicologia social)
Capitalism
Consumption
Alienation
Reification
Manipulation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Citação: OLIVEIRA, Rogério Azevêdo de. O consumo na sociabilidade do capital: expressão de alienação humana?. 2018. 107 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Faculdade de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/3816
Data do documento: 4-out-2018
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FSSO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
O consumo na sociabilidade do capital: expressão de alienação humana?.pdf889 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.