00 CAMPUS ARISTÓTELES CALAZANS SIMÕES (CAMPUS A. C. SIMÕES) FEAC - FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FEAC
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufal.br/jspui/handle/riufal/1421
Tipo: Dissertação
Título: Concentração bancária e desigualdade financeira regional: o caso do nordeste brasileiro
Título(s) alternativo(s): Banking and financial inequality regional concentration: the case of the Brazilian Northeas
Autor(es): Sorgato, Lucas André Ajala
Primeiro Orientador: Ferreira Júnior, Reynaldo Rubem
metadata.dc.contributor.referee1: Rosário, Francisco José Peixoto
metadata.dc.contributor.referee2: Jayme Júnior, Frederico Gonzaga
Resumo: O objetivo desta dissertação é explicar por que a concentração do sistema bancário no país favorece o vazamento de depósitos e a desigualdade financeira em nível regional, tomando como estudo de caso a região Nordeste, tendo como referencial teórico a abordagem pós-keynesiana de economia regional. O processo de concentração bancária brasileira ganha força a partir da criação do Plano Real, em 1994, com a estabilização monetária. Os dados coletados na dissertação demonstram que tal aglomeração bancária ocorreu na região mais desenvolvida, que é o sudeste brasileiro, em detrimento das demais. O approach pós-keynesiano, por sua vez, explica este fenômeno por meio da estratégia dos bancos que tendem a gerar maiores volumes de empréstimos nas regiões onde possuem melhores informações, traduzidos em menor incerteza, riscos e preferência pela liquidez. Desta forma, as regiões menos dinâmicas e economicamente instáveis sofrem com a insuficiência da oferta de crédito, o que pode contribuir para o reforço das desigualdades regionais no país. Por meio de levantamento de dados junto ao Banco Central do Brasil acerca das operações de crédito, dos depósitos, da quantidade de agências e das estimativas das preferências pela liquidez do público e dos bancos no Nordeste e nas demais regiões brasileiras, avaliadas neste trabalho, buscou-se aferir o vazamento dos depósitos e evidenciar as desigualdades financeiras presentes nestas economias. Como resultado, a hipótese validada, a partir da metodologia desenvolvida pela agenda de pesquisa pós-keynesiana, foi a de que o aumento da preferência pela liquidez dos bancos em localidades periféricas, como à região Nordeste, favorece estratégias de transferência de depósitos que, em sistemas bancários concentrados, se traduzem em maior oferta de crédito nas regiões desenvolvidas como o Sudeste, o que explica o vazamento de depósitos.
Abstract: The aim of this paper is to explain why the concentration of the banking in the country favors the leakage of deposits and inequality financial regional level, taking as case study region Northeast, having as theoretical approach to post-Keynesian regional economy. The process of banking concentration Brazilian wins strength from the creation of the Real Plan in 1994, with stabilization currency. Data collected in this study show that agglomeration bank occurred in most developed region, which is southeast of Brazil, at the expense of others. The post-Keynesian approach, in turn, explains this phenomenon through the strategy of banks that tend to generate higher volumes of loans in areas where they do better information, which translates into less uncertainty, and risk preference liquidity. Thus, the economically less dynamic regions and unstable suffer from insufficient supply of credit, which can be contributing to strengthening regional inequalities in the country. Thus, using survey data from the Central Bank of Brazil about the loans, deposits, number of agencies and estimates of public preferences for liquidity and banks' Northeast and in other Brazilian regions, carried out in this article, sought to measure the leakage of deposits and to highlight the inequalities financial gifts in these economies. As a result, the hypothesis validated using the methodology developed by the research agenda post-Keynesian, was that the increase in liquidity preference of banks in outlying regions like the Northeast favors strategies transfer of deposits that in concentrated banking systems, if translate into greater supply of credit in developed regions such as Southeast, which accounts for the leakage of deposits.
Palavras-chave: Concentração Bancária
Pós-keynesiano
Vazamento de Depósitos
Desenvolvimento econômico
Bank Concentration
Post-Keynesian
Leakage of Deposits
Economic development
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Alagoas
Sigla da Instituição: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Economia
Citação: SORGATO, Lucas André Ajala. Concentração bancária e desigualdade financeira regional: o caso do nordeste brasileiro. 2011. [82] f. Dissertação (Mestrado em Economia) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós- Graduação em Economia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/1421
Data do documento: 12-ago-2011
Aparece nas coleções:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FEAC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Concentração bancária e desigualdade financeira regional - o caso do nordeste brasileiro.pdf1.39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.