Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/981
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O exorcismo da alteridade : o ideário cristão e a construção histórica e social das religiosidades de matriz africana como expressão do satanismo.
Other Titles: The exorcism of otherness : the ideals and Christian social and historical construction of religious main African and expression of satanism.
metadata.dc.creator: Ribeiro, Antônio Daniel Marinho
metadata.dc.contributor.advisor1: Martins, Silvia Aguiar Carneiro
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Lima, Walter Matias
metadata.dc.contributor.referee1: Rafael, Ulisses Neves
metadata.dc.description.resumo: O trabalho proposto tem como base a idéia de que, as representações hegemônicas do mal (no que se refere ao fenômeno religioso), na sociedade brasileira ainda baseiamse na perspectiva cristã. Tal ponto de vista faz parte da essência da formação histórica e social das religiosidades de matriz cristã desde sua origem com a finalidade de estabelecer perante outras religiosidades sua hegemonia. Percebendo também que, as representações que essas religiosidades têm a respeito do mal, fazem parte do próprio processo de imposição econômica, política e ideológica do ocidente, mantendo enfim um anátema oriundo de nossas relações sociais e raciais que remontam a Colônia. Essas religiosidades estabeleceram no imaginário popular a idéia de que as religiões de matriz africana são satanistas e, portanto, corporificam o mal. Nossa dissertação tenta então, a partir daí, demonstrar que parte das fronteiras da alteridade cristã é hegemonicamente estabelecida através desse pressuposto: Macumba é coisa do Diabo! . Incluindo como aspectos mais particulares a formação da Visão de Mundo da sociedade alagoana exemplificando, no evento do Quebra de 1912, que tal discurso tem seu caráter histórico e reverbera com força em nossa realidade. O que na nossa modernidade resultou em um campo religioso de disputas, onde a hegemonia cristã sobre as religiões de matriz africana ainda é latente. O resultado dessa disputa, a nosso ver, é o estabelecimento de fronteiras de alteridade religiosa, que acabaram criando, indubitavelmente campos de marginalidade. Entretanto, podemos observar que essas religiosidades que ainda levam esse estigma da marginalidade começam a se organizar, tanto liturgicamente, quanto politicamente na intenção de que seja construída uma identidade desmistificada e enraizada em ideais como a pureza nagô e a luta pela liberdade de expressão religiosa. Por fim, a intenção geral desse trabalho é contribuir para a formação de campos discursivos de diálogo no vastíssimo cenário religioso brasileiro.
Abstract: The proposed work is based on the idea that the hegemonic representations of evil (as it regards the religious phenomenon), within the Brazilian society still based on Christianity. This point of view is the essence of the historical process and social matrix of Christian religiousness since its origin in order to establish its hegemony to other religions. Realizing that, the representations of religiousnesses in general have been associated with evil, as imposed economic, political and ideological process in the West. This ideology has had a continuity throughout social and racial relations that date since the beginning of Colonization. Such religiousness established as a common sense imagination the idea that all African related religions are associated to Satanism, therefore they all embody evil. This study attempts to show that the borders of otherness Christian hegemony is established by this assumption: "Macumba is a thing of the devil." Including as more private aspects of the training of World Vision Society Alagoano examples, in the event of break in 1912, that speech has its historical character and reverberates strongly in our reality. What our modernity resulted in a field of religious disputes, where the hegemony of the Christian religions of African matrix is still latent. The result of this dispute, in our view, is the establishment of boundaries of religious alterity, which eventually creating undoubtedly fields of marginality. However, we can observe that those who still take that religiousness stigma of marginality begin to organize, the liturgy, as the political intention of which is demystified and constructed an identity rooted in ideals such as purity Nagô and the struggle for freedom of religious expression. Finally, the general intention of this work is to contribute to the formation of discursive fields of religious dialogue in the vast Brazilian scenario.
Keywords: Identity
Modernity
Religiosity
Identidade
Modernidade
Religiosidade
Alterity
Alteridade
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sociologia
Citation: RIBEIRO, Antônio Daniel Marinho. O exorcismo da alteridade : o ideário cristão e a construção histórica e social das religiosidades de matriz africana como expressão do satanismo. 2009. 325 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2009.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufal.br/handle/riufal/981
Issue Date: 20-Jul-2009
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - ICS



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.