Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufal.br/handle/riufal/676
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A expressão das desigualdades urbanas : análise espacial da distribuição da infra-estrutura na cidade de Maceió, Alagoas
Other Titles: The expression of urban inequalities : spatial analysis of the infrastructure distribution in the city of Maceió, Alagoas
metadata.dc.creator: Alencar, Ana Paula Acioli de
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza, Flávio Antônio Miranda de
metadata.dc.contributor.referee1: Lima, José Júlio Ferreira
metadata.dc.contributor.referee2: Barbirato, Gianna Melo
metadata.dc.description.resumo: As desigualdades sociais existentes nas cidades brasileiras, compreendidas como resultado de seu processo histórico, manifestam-se no território de forma heterogênea a partir de uma composição de fatores sócio-econômicos, estruturais e ambientais que definem o nível de qualidade de vida urbana, e estão relacionadas ao modo como a concentração do capital se deu na sociedade a partir da adoção do modelo capitalista. Para compreender como acontecem as desigualdades existentes nas cidades, esta dissertação se propôs abordar o aspecto da distribuição da infra-estrutura de saneamento básico (fornecimento de água, coleta de lixo e esgotamento sanitário) e suas associações com a renda da população e a densidade populacional. Inicialmente foram exploradas as dimensões política, econômica, ambiental e social da infra-estrutura da cidade, entendidas como um conjunto de obras e ações de responsabilidade do Estado, resultado de políticas públicas que devem buscar a melhoria da qualidade de vida nas cidades, de forma igualitária e democrática. Para isso, concordando com a Agenda Habitat, os sistemas de planejamento devem integrar ações governamentais para a promoção dos serviços e da infra-estrutura nos assentamentos humanos. No entanto, a distribuição eqüitativa da infra-estrutura urbana nas cidades brasileiras, no seu atual estado de precariedade, é um dos desafios para as gestões públicas, sendo então necessário o conhecimento da realidade e a eleição de prioridades de acordo com o princípio da política redistributiva. Com este fundamento, a pesquisa foi aplicada na porção urbana do município de Maceió, capital do estado de Alagoas, região reconhecida como desigual em renda e em distribuição de infra-estrutura; e consistiu em utilizar, como ferramenta metodológica a análise espacial sistêmica, através do geoprocessamento, e a análise estatística, com as quais foi possível medir, aferir e localizar as desigualdades existentes, e observar o quanto a distribuição desigual da infra-estrutura urbana afeta a população de menor renda e atende à demanda populacional. Para tal foram trabalhados dados do Censo do ano de 2000 referentes à infra-estrutura dos domicílios e dados populacionais, todos tratados estatisticamente por temas, tendo como unidade territorial o setor censitário. Através de Sistemas de Informações Geográficas (SIGs) foram gerados mapas temáticos, e utilizando a álgebra de mapas, foi realizada uma avaliação multicritério ou multiclassificatória a partir das três principais temáticas trabalhadas, produzindo o mapa temático das áreas prioritárias para investimentos em infra-estrutura. Este último produto foi realizado com o intuito de apontar os diversos níveis de carências existentes na cidade de forma a atender os princípios da equidade social, servindo como subsídio para a distribuição igualitária e democrática dos serviços urbanos de infra-estrutura. Dentre as conclusões obtidas pela análise realizada consta a confirmação da desigualdade existente na distribuição da renda, da população no território e da infra-estrutura na cidade de Maceió, fruto de seu desenvolvimento histórico e social, e principalmente a confirmação da relação entre a presença da infra-estrutura e a renda da população.
Abstract: The social inequalities in the Brazilians cities, as historical products express themselves in a heterogeneous way on territory from an arrangement of socioeconomic, structural and environmental factors, which define its quality of life, and they are related to the way as the concentration of the capital felt in the society starting from the adoption of the capitalist model. To understand the aspect of the dissimilarity in the cities, this research proposes to approach the spatial distribution from the urban infrastructure of basic sanitation (water distribution, waste management and sanitary sewer) to infer the existence of an association between the infrastructure presence and the income, and between these ones with population sdensity. In order to broaden discussion, the work also explores the political, economical, ambiental and social dimensions of infrastructure in the cities, comprehended as a sum between works and actions of State s responsibilities and as a result of public policy that have to redistribute service delivery an attend the values of social equality and democracy. According Habitat Agenda the planning systems have to integrate government actions to promote infrastructure services on the human settlements. Although, the equal urban infrastructure s distribution in Brazilian cities, in its current precarious condition, is one of the public administration s challenge, being then necessary the knowledge of the reality and the election of priorities in agreement with the beginning of the redistributive politics. With this fundamental, the research was applied in the urban portion of the municipal district of Maceió, capital of the state of Alagoas, area recognized as unequal in income and in infrastructure distribution; and it consisted of using, as methodological tool, the systematic and spatially analysis, in context of the techniques of geoprocessing and statistics data treatment, for measure, locate and to check the existents dissimilarity and also observe how the unequal distribution of urban infrastructure affects with a higher grade the low-incoming population. For this analysis were used data census of the year of 2000, which refer to domiciliary infrastructure and population data, organized by subjects and associated by a Geographic Information System (GIS). By utilizing a multi-criteria analysis the methodological process generate an indicative mapping showing the priority areas for public investments. Among the conclusions obtained by the accomplished analysis consists the confirmation of the existent inequality in the distribution of the income, of the population on territory and of the infrastructure in the city of Maceió, results of the historical and social development, and mainly to confirm of the relationship between the presence of the infrastructure and the income of the population.
Keywords: Dissimilarity
Infrastructure
Urban planning
Spatial analysis
Geoprocessing
Geographic information system
Desigualdades
Infra-estrutura
Planejamento urbano
Análise espacial
Geoprocessamento. Sistema de informações geográficas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Alagoas
metadata.dc.publisher.initials: UFAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
Citation: ALENCAR, Ana Paula Acioli de. TA expressão das desigualdades urbanas : análise espacial da distribuição da infra-estrutura na cidade de Maceió, Alagoas. 2007. 214 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e urbanismo: Dinâmicas do Espaço Habitado) - Faculdade de Arquitetura e urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2007.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufal.br/handle/riufal/676
Issue Date: 3-Aug-2007
Appears in Collections:Dissertações e Teses defendidas na UFAL - FAU



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.